É Bom Pra Quê?

04/06/2015 09:18 - Atualizado em 02/12/2016 03:16

Veja por que incluir erva-doce nas suas receitas

A erva-doce pode auxiliar asmáticos, aumentar a produção de leite materno e aliviar dores musculares.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já deve ter tomado um chá de erva-doce, temperado a comida com a planta e até mesmo experimentado cosméticos com o cheiro característico dela. Se assim o fez, provavelmente foi por indicação de alguém que aproveitou seus benefícios. Afinal, faz muitos anos que essa erva está integrada à rotina do brasileiro.

Também conhecida em algumas regiões como funcho, a erva-foce possui ácido cafeico, flavonoides e propriedades antioxidantes, que protegem a ação de radicais livres no organismo.

Que tal conhecer mais sobre a erva-doce e deixar de consumi-la somente em chá? Confira quais são os principais benefícios da planta e veja como incluir o ingrediente na sua alimentação de forma saudável.

erva-doce

Benefícios e propriedades da erva-doce

Auxilia o aparelho respiratório

A planta facilita a expulsão de mucosas alojadas nos brônquios. Asmáticos, bronquíticos e pessoas que desejam parar de fumar podem consumir a planta para aliviar sintomas respiratórios.

Aumento da produção de leite materno

A erva-doce atua nas glândulas mamárias e aumenta a produção de leite de mulheres em período de amamentação.

Reduz a pressão arterial

O potássio presente na planta ajuda a reduzir o ritmo de batimentos cardíacos e a pressão arterial.

Manutenção da imunidade

A vitamina C presente na erva-doce auxilia o organismo a desenvolver resistência contra infecções e gripes.

Diminuição de gases e cólicas estomacais

A substância presente na planta chamada anetol estimula as glândulas e a musculatura do tubo digestivo, o que aumenta a salivação, secreções biliares e pancreáticas. A erva-doce eleva também a sua competência digestória, o que diminui a produção de gases e a ocorrência de cólicas.

Alívio de dores musculares

Em 2009, em pesquisa desenvolvida na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foi constatado que o chá de erva-doce, combinado com canela e semente de mostarda, alivia dores musculares após exercícios físicos.

Durante dois meses, um grupo de dez atletas tomou o chá e outros dez não o consumiram para controle da pesquisa. O estudo identificou que a maioria dos atletas teve uma redução do metilenadioxianfetamina (MDA), substância que causa lesões musculares e dores. O chá também diminuiu a sensação de desgaste físico depois dos exercícios dos voluntários.

Inclua a erva-doce na alimentação

A planta não precisa ser somente consumida em chá. Você pode adicioná-la em receitas e usar como tempero para carnes e feijão, por exemplo. Confira a seguir uma salada especial, que leva a erva-doce como ingrediente.

Salada de erva-doce assada com laranja

Ingredientes:

- 1 bulbo de erva-doce grande

- 60ml de azeite de oliva

- 2 laranjas

- 1 colher de sopa de suco de limão

- 1 cebola roxa média em fatias

- 80g de azeitonas

- 2 colheres de sopa de hortelã picada

- 1 colher de sopa de salsinha picada

- Sal a gosto.

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a mais de 200°C. Retire as folhas da erva-doce, pegue um punhado, lave e reserve. Retire os caules, corte o bulbo em oito pedaços e lave. Coloque os pedaços em um refratário, regue com três colheres de sopa do azeite e leve ao forno por 40 a 45 minutos.

Retire e deixe esfriar. Depois, descasque as laranjas, corte ao meio e retire os gomos. Misture o azeite restante, o suco de laranja e o suco de limão e acrescente o sal. Coloque em uma tigela os gomos de laranja, a cebola, as azeitonas e uma colher de sopa de hortelã. Adicione o molho e misture para servir em pratos individuais. Acrescente a erva doce e bom proveito!

Gostou das dicas de nutrição? Deixe um comentário! E continue acompanhando as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
chá
tempero
saúde
prevenção de doenças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ