É Bom Pra Quê?

09/10/2015 01:20 - Atualizado em 03/12/2016 11:09

Selênio ajuda a regular hormônios da tireoide

O mineral está presente em grandes quantidades na castanha-do-pará.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O selênio é um mineral essencial para o funcionamento saudável do organismo. Com alto poder antioxidante, ajuda a prevenir uma série de doenças e a fortalecer o sistema imunológico, além de retardar os efeitos do envelhecimento. Também auxilia na formação dos hormônios da tireoide e mantém os vasos sanguíneos saudáveis.

A deficiência do mineral pode causar problemas sérios ao corpo humano, por isso ele deve ser consumido diariamente, em pequenas quantidades. Entre os principais alimentos que contêm o nutriente estão grãos, brócolis e espinafre.

castanha-do-para tem selenio

Funções do selênio no organismo

A atuação do selênio no organismo é semelhante à da vitamina E. O mineral se liga a algumas proteínas já existentes para formar enzimas com propriedades antioxidantes, fundamentais para combater os radicais livres, que danificam as células do corpo. Com isso, fortalece o sistema imunológico e auxilia na defesa do organismo contra infecções, doenças e viroses.

O nutriente também contribui para a eliminação de substâncias tóxicas e possíveis metais pesados que possam estar presentes no organismo. Seu consumo melhora a circulação sanguínea e diminui o risco de doenças cardiovasculares, ajudando ainda a melhorar a fertilidade masculina.

O selênio possui grande importância no controle do metabolismo da tireoide. A falta do elemento no organismo pode prejudicar a produção de T3 e T4, hormônios responsáveis por regular o metabolismo e influenciar o funcionamento de vários órgãos.

Isso acaba interferindo em processos como crescimento, ciclo menstrual, raciocínio, memória, batimentos cardíacos, eliminação de líquidos, fertilidade, funcionamento do intestino, força muscular, sono e controle do peso.

Como incluir o mineral no cardápio diário

Para suprir a necessidade desse mineral no organismo, basta consumir uma pequena quantidade por dia. Os grãos são as principais fontes de selênio, principalmente a castanha-do-pará. Comer uma castanha por dia já é o suficiente para repor a quantidade necessária do nutriente.

A partir dos 14 anos, é indicado o consumo de 55 miligramas de selênio por dia, com exceção das mulheres grávidas, que devem ingerir 60 miligramas, e as lactantes, que precisam de 70 miligramas diários.

Saiba Mais
Conheça os principais benefícios da castanha de caju
Crianças X Brócolis: Resolva esse embate
Castanha de baru é saborosa e fortalece o sistema imunológico

Uma dieta com excesso de produtos industrializados e refinados é um dos principais motivos para a deficiência do mineral, pois o refinamento dos alimentos causa perda significativa do nutriente. Alguns sinais dessa carência são dores musculares, fadiga e fraqueza muscular, além de manchas brancas nas unhas.

Além da castanha-do-pará, o selênio também é encontrado no atum, nas ostras, nas sementes de girassol, no repolho, nos brócolis e no espinafre. Outros alimentos com pequenas quantidades do mineral são arroz, leite integral, pão integral, alho e ovo.

Apesar de ser raro, o consumo em excesso do elemento pode trazer sérios problemas, pois ele é notavelmente tóxico. Os sintomas que indicam grande presença do mineral no organismo são hálito com cheiro de alho e uma série de outros distúrbios.

Viu como é simples manter a saúde em dia? Não esqueça de comentar o que você achou do artigo! E aproveite para conferir outras dicas de nutrição aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
castanha-do-pará
circulação sanguínea
detox
brócolis

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ