É Bom Pra Quê?

11/03/2016 10:00 - Atualizado em 19/01/2017 01:29

Pupunha: Invista nessa arma contra o envelhecimento

Fruto da pupunheira pode ser consumido como palmito, farinha ou azeite.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em terras brasileiras, nascem diversos frutos riquíssimos para nossa saúde. Um deles, pouco conhecido, é a pupunha. Originário de uma árvore nativa da região amazônica, pode ser aproveitado para as mais diversas finalidades, sendo que do caule se extrai uma espécie de palmito, rico em nutrientes e vitaminas.

Chamada de pupunheira, a árvore que dá origem a esse palmito é considerada uma opção para substituir o açaí, já que possuí um alto valor energético e nutricional. Conheça mais sobre os benefícios da pupunha e saiba por que ela deve fazer parte do seu cardápio.

pupunha na árvore

Pupunha para fortalecer a pele

Para quem deseja combater o envelhecimento precoce, um dos principais benefícios do fruto é sua grande quantidade de antioxidantes. Além de deixar a pele mais firme, essas substâncias previnem doenças degenerativas pela rica concentração de carotenoides na sua composição.

A coloração do fruto, que vai do amarelo ao vermelho, indica a presença desses ingredientes antienvelhecimento, que também proporcionam a síntese da vitamina A. Além disso, a visão é beneficiada por essa substância, bem como o sistema imunológico e os ossos, que são fortalecidos.

Uma das formas mais comuns de se consumir a pupunha é pelo palmito originário dela. Como é pouco processado, possui uma grande qualidade nutricional, com alto teor de água e poucos lipídeos e carboidratos. Também é rico em fibras alimentares, minerais - manganês, cálcio, potássio, fósforo, magnésio, zinco e cobre - e proteínas.

Na Amazônia, o fruto é consumido de diversas formas. Nascidos de cachos coloridos, em tons de verde e amarelo, eles são facilmente encontrados e fazem parte das refeições de quem mora por lá. Fervidos com sal ou cozidos, são comidos no café da manhã ou no almoço, principalmente.

Também é possível consumir o fruto da pupunheira em bolos e pães, preparadas com uma farinha feita naturalmente. Além disso, o líquido que sai da pupunha pode ser usado como azeite, com consistência semelhante ao de oliva. Já a polpa é usada como alimento para animais, substituindo rações de milho.

Cereais matinais mais saudáveis

Bastante comuns entre crianças e pessoas que não têm muito tempo para o café da manhã, os cereais matinais são uma opção rápida e nutritiva de refeição. No entanto, nem sempre possuem ingredientes saudáveis e são criticados pelo excesso de açúcar da sua composição.

Uma alternativa para isso vem sendo testada no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Cientistas desenvolveram por lá uma receita de cereal matinal com base em pupunha e açaí, dois dos principais frutos originários da região.

Antes utilizados em outras receitas, como de doces, geleias e sorvetes, esses frutos passaram a ser um componente saudável para a alimentação dos pequenos. De início, a ideia dos pesquisadores é introduzir no mercado novas fórmulas de cereais enriquecidos com o produto da Amazônia.

Com valor nutricional maior que os feitos com base em milho, o cereal de pupunha promete fibras, minerais, vitaminas, potássio e pouco sódio. Com a comercialização do produto, é esperado que esse complemento alimentar faça parte das merendas nas escolas.

Gostou do artigo? Então aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais! E não se esqueça de acompanhar outras dicas de saúde e alimentação aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
Amazônia
antioxidante
vitamina A
cereais matinais

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ