É Bom Pra Quê?

15/08/2014 10:24 - Atualizado em 06/12/2016 12:25

O poder do gengibre: Conheça todos os benefícios desta raiz

Usado na prevenção e tratamento de doenças, gengibre é também aliado na luta contra a balança.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Planta milenar, o gengibre é oriundo da Ásia. Conta-se que floresceu, primeiramente, em territórios da Ilha de Java, da Índia e da China. Na sequência, difundiu-se pelo mundo por suas propriedades medicinais e como especiaria.

gengibre

Todos os benefícios do gengibre

Entre as suas características terapêuticas, destaca-se por sua ação antioxidante e anti-inflamatória, além de se revelar como um excelente potencializador dos sistemas digestivo, respiratório e circulatório. Capaz de acelerar o metabolismo, esta raiz também é tida como agente termogênico - diz-se que aumenta o gasto calórico em mais de 10% - capaz de influenciar na perda de gordura corporal.

Dotado de gingerol, substância que protege o organismo de bactérias e fungos, possui ainda componentes como cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona, bastante empregados na indústria farmacêutica. A ação antisséptica do gengibre há muito tempo é observada, considerando que há registros que sugerem que a raiz é utilizada na produção de xaropes para dor de garganta desde a antiguidade.

A planta também combate o mau hálito, trata náuseas e enjoos, ajuda na digestão de alimentos gordurosos e abre o apetite. A Organização Mundial da Saúde (OMS), a propósito, já reconheceu oficialmente alguns destes poderes da planta. Tanto é que já é também ingrediente em fórmulas de medicamentos laxantes, antigases e antiácidos.

Quando utilizado em banhos e compressas quentes, alivia sintomas de gota (doença reumatológica causada pelo aumento dos níveis de ácido úrico no sangue), artrite, dores de cabeça e coluna, além de diminuir congestão nasal e cólicas menstruais.

Sugere-se ainda que o consumo de gengibre cru por cerca de 30 dias pode auxiliar na eliminação da bactéria Helicobacter pylori, comum em pacientes com gastrite e úlceras. Na China, é usado também para aquecer os pulmões e eliminar secreções. Na Ásia, aliás, é conhecido igualmente por sua efetividade em tratar disfunções eréteis.

Como aproveitar os seus benefícios

Para beneficiar-se das propriedades do gengibre, recomenda-se o consumo diário de dois a quatro gramas da raiz. A planta pode ser adotada em chás, preparos culinários, sucos ou mesmo em pedaços in natura.

Em formato de chá, ajuda na eliminação de toxinas e no emagrecimento. Do mesmo modo, trata de combater gripes, tosses e resfriados. Para ter efeito, precisa (seja a raiz, sejam as cascas) ficar de molho por 30 minutos e ser fervido por mais meia hora antes de ser consumido.

Para uso na cozinha, existem as opções desidratado, fresco, em conserva ou cristalizado – no Japão, o gengibre é intensamente apreciado em sushis. Em sucos, pode ser acrescentado a frutas sem interferir demasiadamente no sabor. Se mastigado em pequenos pedaços, alivia rouquidão e irritações na garganta, entre outros benefícios.

Nos Estados Unidos e em países como a Grã-Bretanha, o gengibre também aparece como tradição na gastronomia, sobretudo no Natal, quando a raiz é ingrediente de biscoitos em formato de bonecos natalinos.

Atenção às contraindicações do gengibre

Não há consenso quanto às contraindicações de consumo da raiz. Contudo, pede-se cautela quanto ao uso entre crianças, gestantes, pessoas com problemas de coração, enxaqueca e alergias, visto que estes grupos devem evitar quaisquer termogênicos, alimentos que podem ocasionar aumento da pressão arterial, queda nas taxas de glicose do sangue, insônia, nervosismo e até mesmo taquicardia.

TAGS
gengibre
benefícios
medicina

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ