É Bom Pra Quê?

18/03/2015 01:34 - Atualizado em 28/11/2016 01:58

Levedura de cerveja regula o sistema imunológico

Composta por 50% de proteína, a levedura de cerveja pode ser consumida até mesmo no café da manhã.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Chamada também de levedo, a levedura de cerveja é uma espécie de fungo, o Saccharomyces cerevisiae. Ela cresce no lúpulo, uma planta trepadeira utilizada para fazer a cerveja. É um subproduto da fermentação, com sabor amargo e cor amarela.

Os nutrientes que compõem o levedo são muito benéficos à saúde. Eles melhoram a digestão e possuem uma alta concentração de proteínas. Em 100g da substância, 50g são de proteína pura. Ou seja, todos os aminoácidos essenciais para o corpo, que são obtidos apenas com a alimentação, estão presentes no levedo.

Como fonte proteica, ele é excelente, principalmente para veganos e vegetarianos. Melhora do sistema imunológico, prevenção de gastroenterite e presença de minerais são outras vantagens. Saiba por que incluir a levedura de cerveja na sua alimentação.

levedura de cerveja

Levedura de cerveja é bom pra quê?

As células do corpo se beneficiam muito do levedo de cerveja, pois ele é uma fonte excelente de ácidos nucleicos, responsáveis por formar o DNA e o RNA. Isso significa mais energia, proteção contra a queda de cabelo, pele mais viçosa e prevenção da degeneração do corpo, especialmente do coração e do cérebro.

O sistema imunológico é outro que tem muito a ganhar com a levedura de cerveja. Por meio da betaglucana, um composto natural formado por paredes celulares de fungos, os macrófagos do nosso sangue são ativados, protegendo o organismo contra infecções e tumores.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, o levedo também é capaz de inibir bactérias resistentes a antibióticos, que provocam diarreias e gastroenterite. Ele impede que esses organismos ataquem o fígado e melhoram a função hepática, fazendo com que as bactérias sejam eliminadas mais rapidamente da corrente sanguínea.

Os níveis de colesterol e glicose também podem ser controlados com a levedura de cerveja. Ela tem cromo, um mineral que ajuda a degradar carboidratos e gorduras para a produção de energia. Com ele, é possível melhorar a tolerância à glicose e reduzir a resistência à insulina.

No intestino, a levedura atua como probiótico, agilizando o trânsito dos alimentos. Ela introduz bactérias boas, que melhoram a função digestiva e combatem a constipação. Rica em fibras solúveis, a substância também dá mais saúde aos movimentos intestinais.

Como consumir a levedura de cerveja?

Composta por vitaminas do complexo B, além de cromo, selênio, magnésio, fósforo, potássio, ferro e zinco, a levedura de cerveja tem ação antioxidante. Ela melhora o sono, o sistema nervoso, o metabolismo e a produção de energia.

Além disso, o levedo impulsiona a reparação dos órgãos, dos músculos e das células, produzindo enzimas e hormônios. Também é aliado dos praticantes de musculação e auxilia na hipertrofia e na recuperação depois do treino.

O levedo pode ser consumido em forma de pó ou em flocos, que se misturam a outros alimentos. Na vitamina, no suco de frutas e no iogurte, ele proporciona maior energia, principalmente no café da manhã.

O sabor é bem característico e forte, por isso recomenda-se ingerir pouca quantidade a cada refeição. Uma colher de sopa é suficiente para começar, mas pode ser dobrada conforme a pessoa se acostuma com o gosto. Se consumida em excesso, a levedura pode provocar náuseas, diarreia e gases.

Gostou das dicas de alimentação? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
cerveja
levedura
intestino
proteínas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ