É Bom Pra Quê?

03/11/2014 09:14 - Atualizado em 13/11/2016 07:47

Descubra por que o vinho tinto faz bem para a saúde

Com moderação, vinho tinto retarda o envelhecimento das células e previne doenças.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os efeitos do vinho tinto no corpo humano são alvo de estudo de muitos pesquisadores. O objetivo é compreender se sua ingestão, em doses moderadas, pode realmente contribuir para nossa saúde.

Alguns trabalhos ainda são inconclusivos, porém existe certa unanimidade quando se afirma que a bebida pode contribuir para o bem-estar e a qualidade de vida como um todo, sobretudo nas faixas etárias acima dos 30 anos de idade.

Vinto tinto faz bem?

A grande chave da questão, que diferencia o vinho tinto dos demais e abona seu consumo diário, desde que sem exageros (máximo 250 ml), é a substância chamada resveratrol, presente apenas na casca e na semente das uvas vermelhas. Conforme as pesquisas, essa substância se constitui como um antioxidante natural e contribui para retardar o envelhecimento das células, principalmente nos tecidos do cérebro, coração e músculos, favorecendo a longevidade, a memória e a funcionalidade corporal.

vinho-tinto

O vinho tinto oferece ainda a elevação de lipoproteínas de alta densidade (HDL), o chamado “colesterol bom”, que auxilia na eliminação das gorduras e toxinas nocivas. Contribuem também para a manutenção do organismo o silício e cromo liberados na corrente quando a bebida é ingerida, visto que eles atuam na limpeza das paredes arteriais. À medida que os estudos avançam, outras descobertas estão emergindo, conforme listamos a seguir:

Benefícios do vinho tinto

Doenças renais

Recente pesquisa da Universidade do Colorado, nos EUA, associou o consumo de vinho tinto à redução do desenvolvimento de doença renal crônica (DRC) entre seus consumidores. O resultado tem inspirado outros estudos neste sentido desde então.

Sistema imunológico

Novas análises do efeito do resveratrol no organismo humano apontam para a possibilidade de ele contribuir para a fortificação do sistema imunológico, 'blindando' a corrente sanguínea de invasores indesejados.

Obesidade

Atuando diretamente na redução do LDL (chamado de "mau colesterol") e no aumento do HDL (colesterol "bom"), contribui de modo importante para a redução da obesidade, desde que outros hábitos alimentares saudáveis sejam mantidos.

Osteoporose

Estudo da Universidade Estadual de Oregon, nos EUA, comparou grupos de mulheres que consumiam duas taças diárias da bebidda com grupos que não consumiam nenhuma e verificou uma perda maior de densidade óssea no segundo grupo, sugerindo que o vinho pode ser um aliado no combate à doença.

Artrite

Cientistas do Instituto Karolinska, na Suécia, constatou que 34.100 mulheres entre 39 e 84 anos que ingerem a bebida três vezes por semana eram até 52% menos propensas a desenvolver artrite reumatoide, graças à 'blindagem' da combinação resveratrol + álcool.

Câncer de mama

O Centro Médico Cedars-Sinai, nos EUA, demonstrou que vinho tinto reduz os níveis de estrogênio e eleva a testosterona em mulheres na pré-menopausa, prevenindo o câncer de mama. Benefícios quanto a outros tipos de câncer, como o de pulmão, de pele e de próstata seguem em estudo.

Sistema cardíaco e circulatório

Pesquisa da Universidade de Maastricht, na Holanda, afirma que o resveratrol pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial, minimizando riscos de acidentes cardiovasculares e derrames cerebrais, bem como diabetes.

vinho-tinto

O que é resveratrol

Resveratrol é o mais potente polifenol (grupo de moléculas aromáticas) conhecido até hoje, encontrado apenas na casca e semente das uvas, porém com grande concentração somente nas vermelhas. Ele integra o sistema imunológico da fruta e é liberado durante a produção do vinho tinto, quando cascas e sumo entram em contato.

Ele também está disponível nas próprias uvas e em sucos orgânicos, porém em proporções menores, o que leva os cientistas a suspeitarem que o álcool seja um agente potencializador de seus efeitos. Contudo os estudos nesse sentido ainda são inconclusivos.

E aí, gostou das dicas? Então deixe um comentário e não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
vinho
saúde
bebidas alcoolicas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ