Sociedade Vegetariana Brasileira

ESPECIALIDADE

Vegetarianismo

ONDE ATENDE

Rua Anita Garibaldi, 29, cj 1102 - Sé - São Paulo

Sociedade Vegetariana Brasileira

Apresentação

A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) atua desde 2003 promovendo o vegetarianismo como uma opção alimentar ética, saudável e sustentável. A SVB realiza conscientização a respeito dos benefícios do vegetarianismo e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços vegetarianos.

O que Trata

Medicina e nutrição vegetariana; Ética Animal; Impactos socioambientais da criação de animais para consumo.

Formação Acadêmica

Organização Sem Fins Lucrativos

Cargos e Títulos

Campanhas, convênios, eventos, pesquisa, educação e atuação política.

É Bom Pra Quê?

24/11/2014 11:11 - Atualizado em 05/12/2016 02:54

Deficiência de ferro no organismo, saiba como evitar

Entenda a importância do nutriente, como notar sintomas de que é preciso checar e dicas de alimentação.

POR

Sociedade Vegetariana Brasileira

  • +A
  • -A

Você sabe detectar a falta de ferro no organismo? O Vivo Mais Saudável fez uma matéria especial com a Sociedade Vegetariana Brasileira, que aborda o tema explicando o que pode acarretar a falta deste nutriente na alimentação. 

Receba dicas semanais do Vivo Nutrição com dicas de dietas e de como manter uma alimentação saudável.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a deficiência de ferro é a desordem nutricional mais comum na atualidade e ocorre tanto nos países pobres quanto nos ricos. Estima-se que cerca de um terço da população mundial (mais de dois bilhões de pessoas) padeça de carência de ferro. Os estudos científicos demonstram que a incidência de anemia por deficiência de ferro é similar em vegetarianos e não vegetarianos. Esse também é o parecer da ADA de 2009. A Sociedade Vegetariana Brasileira tem algo a dizer sobre o assunto.

Nutriente: Ferro

O ferro pode ser ingerido sob duas formas: heme e não heme. O heme tem uma “bolha de proteção”, chamada anel de porfirina, que o protege de fatores que dificultam a absorção (do intestino para o sangue). Já o ferro não heme é desprotegido. Ao ingerirmos vitamina C numa refeição rica em ferro vegetal, a absorção do ferro não heme ali contido será melhor. As carnes contêm ferro nas duas formas, em proporção de 40% heme e 60% não heme – este último idêntico ao ferro do reino vegetal.

Estudos comparativos da ingestão de nutrientes entre vegetarianos e não vegetarianos mostram que a ingestão de ferro por vegetarianos estritos costuma ser maior do que a de ovolactovegetarianos, que também é maior do que a de não vegetarianos. Como o consumo de vitamina C tende a ser bem maior entre os vegetarianos, há maior absorção do ferro vegetal. Como perda de sangue é o principal motivo que leva à deficiência de ferro, mulheres que menstruam são muito mais propensas a este mal do que homens.

ATENÇÃO: Nenhuma deficiência de ferro, seja em vegetarianos ou em não vegetarianos, pode ser corrigida exclusivamente pela alimentação. Deficiência de ferro se trata com ferro medicamentoso, por tempo prolongado, em doses difíceis de alcançar com o consumo de alimentos.

Sintomas da deficiência de ferro

Os sintomas mais comuns são cansaço, fraqueza, tontura (especialmente ao se levantar) e também queda de cabelo e alteração das unhas. Em algumas situações, a pessoa tem vontade de mastigar gelo, comer arroz cru, barro ou tijolo. Quando não há anemia, mas o estoque de ferro está reduzido, já ocorre falta de ânimo, sendo comum o cansaço intenso no fim do dia, dificuldade para acordar (mesmo tendo dormido bem) e baixo rendimento nas atividades físicas.

Para tirar maior proveito do ferro:

  • Utilize frutas e legumes em abundância: a vitamina C e os ácidos orgânicos melhoram a disponibilidade do ferro ingerido e amenizam o efeito do ácido fítico (que dificulta a absorção do ferro, cálcio e zinco) presente nos grãos;
  • Prefira alimentos integrais, pois além de serem mais ricos do que os refinados, contribuem para manter a flora intestinal adequada (o que favorece a absorção de ferro);
  • Numa refeição rica em ferro, evite consumir alimentos que contenham componentes que dificultam a absorção desse mineral: chás (mesmo que seja de ervas), café, ácido fítico e laticínios;
  • Deixe feijões, cereais e sementes de molho na água durante oito horas antes do cozimento. Isso reduz o teor de ácido fítico;
  • Algumas proteínas presentes em ovos e derivados lácteos prejudicam a absorção do ferro;
  • O cálcio dificulta a absorção de ferro. É quase impossível separar os alimentos ricos em ferro dos ricos em cálcio (especialmente quando se trata de verduras), mas como o importante é a quantidade de cálcio ingerida, você pode ficar atento às doses. Menos de 40 mg de cálcio não inibem a absorção do ferro. A inibição máxima só ocorre quando há 300 mg de cálcio na refeição, o equivalente a seis folhas de couve de tamanho médio.

Veja dicas de Receitas Saudáveis e enriqueça o seu cardápio. E não deixe de acompanhar o Vivo Mais Saudável também pelo Facebook.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ