É Bom Pra Quê?

19/01/2015 10:38 - Atualizado em 04/12/2016 07:02

Conheça os principais benefícios da castanha de caju

Consumir castanha de caju regularmente ajuda a prevenir doenças e hidratar a pele.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O que chamamos de castanha de caju é, na verdade, o fruto do cajueiro, árvore nativa do Brasil (a fruta conhecida como caju é considerada um pseudofruto). Além de muito saborosa, essa amêndoa é uma aliada do organismo, podendo ser usada em tratamentos terapêuticos ou estéticos.

Castanha de caju para o organismo

A castanha de caju é rica em flavonoides, o que faz dela um poderoso antioxidante. Ela elimina os radicais livres, previne o envelhecimento celular e ajuda a combater o câncer do cólon. Ferro, fósforo, selênio, magnésio e zinco são outros nutrientes do vegetal.

castanha de caju

O ácido oleico presente na castanha de caju é o mesmo encontrado no azeite de oliva. Por ter um baixo teor de gordura e ser livre de colesterol, a semente é aliada na prevenção de problemas cardíacos. O consumo regular promove uma boa saúde cardiovascular e ajuda a diminuir os níveis de triglicerídeos. 

Incluir a castanha na dieta também é bom para os ossos, os nervos e os músculos, que ficam mais relaxados. Além disso, o ingrediente regula a pressão arterial. O óleo da castanha, de cor amarelada, é uma ótima pedida para receitas de saladas e pratos frios.

Castanha de caju na estética

Além dos usos culinários, a castanha de caju também é utilizada no ramo da cosmética. Pele e cabelos ficam mais bonitos e saudáveis graças ao fruto brasileiro.

Por ser fonte de vitamina E, é um ótimo hidratante capilar e anticaspa. Ela trata problemas no couro cabeludo e retém a umidade tanto da pele quanto dos cabelos. Assim, é possível prevenir o envelhecimento precoce das madeixas. 

O cobre da castanha interfere em diversos processos químicos. Ele estimula, por exemplo, a produção de melanina, o pigmento que dá cor ao corpo.

Já o óleo extraído da castanha de caju é usado contra problemas cutâneos como hanseníase e eczemas. Isso acontece devido às propriedades antisépticas e cicatrizantes da planta. O mesmo óleo também pode ser usado na produção de protetores solares, prevenindo queimaduras e câncer de pele.

Aprecie com moderação

Apesar dos benefícios para a saúde, recomenda-se um consumo moderado da castanha de caju. Entre três e cinco unidades diárias já são o suficiente, até porque o teor calórico é elevado.

A castanha deve preferencialmente ser consumida assada e sem sal. Se for preparada frita, ela perde grande parte de seus nutrientes e se torna muito mais gordurosa.

Para uma dieta balanceada, que possa incluir a castanha de caju no seu carpádio com base em suas necessidades nutricionais, é indicada a opinião de um médico ou nutricionista.

E você? A castanha de caju já está na sua dieta? Conte para nós nos comentários! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
alimentação
beleza
dieta
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ