É Bom Pra Quê?

11/06/2015 01:14 - Atualizado em 06/12/2016 02:33

Benefícios do óleo de coco não são comprovados

Gorduras saturadas devem representar apenas 7% das calorias consumidas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Muitas musas do Instagram relatam mudanças no "shape" a partir do consumo de cápsulas com óleo de coco. Enquanto elas dizem que o suplemento ajuda a diminuir aquelas gordurinhas indesejadas, pesquisadores buscam entender quais são os reais benefícios da aposta.

O óleo de coco é um composto vegetal rico em gorduras saturadas. Se consumidas em excesso, elas podem aumentar os níveis do colesterol ruim no sangue. Vale lembrar que a gordura deve representar, no máximo, 30% das calorias consumidas diariamente. Porém, as gorduras saturadas não devem passar de 7%.

Ainda assim, o óleo de coco pode ser utilizado em receitas, substituindo azeites, manteigas e margarinas. Saiba mais sobre o produto.

oleo de coco

Óleo de coco faz bem?

Pesquisadores da Universidade de Alagoas, em Maceió, buscaram compreender os motivos pelos quais o óleo de coco se tornou um dos suplementos queridinhos do momento. Para isso, convidaram 40 mulheres obesas com idade entre 20 a 40 anos, que receberam uma dieta restritiva e a indicação da prática de 50 minutos de caminhada diária.

As mulheres escolhidas para o estudo apresentavam níveis de colesterol, índice de massa corporal (IMC) e medidas abdominais semelhantes. Assim, para analisar os riscos e benefícios da suplementação com óleo de coco, 20 mulheres receberam cápsulas de soja, enquanto outras 20 passaram a consumir a gordura da fruta.

O resultado, de acordo com artigo divulgado no periódico Lipids, em 2009, foi que a suplementação com a gordura do coco estimulou o aumento dos níveis de HDL (colesterol bom) e a redução do LDL (colesterol ruim) e das medidas abdominais. O grupo que apostou no suplemento de soja apresentou aumento nos dois tipos de colesterol.

Apesar disso, os dois grupos conseguiram reduzir os números do IMC. A pesquisa, no entanto, constatou que o suplemento pode induzir a uma resistência à insulina, ou seja, ocasionar maior quantidade de glicose no sangue. Portanto, novas pesquisas devem ser feitas para a descoberta dos reais benefícios do óleo de coco.

Óleo de coco nos cabelos

Muitas blogueiras adoram e recomendam. O uso do óleo nos fios é proveitoso para mulheres com cabelos ressecados e que já passaram por tratamentos químicos. A técnica, chamada de umectação, visa a repor a carga lipídica, também chamada de gordura dos cabelos. O período entre cada uma das sessões de hidratação deve ser de 15 dias.

Antes de aderir à técnica e se jogar na gordura do coco, converse com o seu cabeleireiro. Ele irá analisar a sua decisão e indicará quais são as melhores saídas para a beleza das suas madeixas.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir novidades de alimentação aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
hidratação
colesterol
gordura vegetal
IMC

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ