É Bom Pra Quê?

18/06/2014 09:00 - Atualizado em 07/12/2016 08:32

Alimentos funcionais têm alto valor nutritivo

Aveia, linhaça e soja são exemplos de alimentos funcionais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já ouviu falar de alimentos funcionais? São comidas que, além de cumprir suas funções nutricionais básicas, produzem em nosso organismo efeitos metabólicos e fisiológicos em benefício à saúde e ao pleno funcionamento das atividades de nosso corpo. Ou seja, seus ingredientes ativos possuem grande potencial para abrandar e prevenir doenças, ajudando na manutenção da nossa saúde e até mesmo no alívio do bolso, uma vez que, com eles, gastamos menos com assistência médica.

O que são alimentos funcionais

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Quando falamos em benefícios, é bom deixar claro que nenhum desses alimentos funcionais consumidos isoladamente funcionará como um elixir mágico que acabará com toda e qualquer doença que possa lhe acometer. Em todas as situações, a alimentação saudável só fará o efeito desejado se for obtida através de uma dieta equilibrada, ajustada às necessidades de cada indivíduo.

Assim, os alimentos funcionais podem nos trazer benefícios como ação antioxidante que, por si só, já está relacionada a várias doenças causadas por radicais livres. Outros alimentos têm ação específica no controle ou prevenção de doenças como, por exemplo, a hipercolesterolemia (elevação do colesterol).

Conheça os alimentos funcionais

Veja abaixo lista com alimentos funcionais e por que cada um pode ser classificado dessa maneira:

Aveia

A aveia possui um tipo de fibra solúvel que reduz a absorção do açúcar e os níveis totais de colesterol. Ela possui poucas calorias e gorduras, além de fornecer vitaminas (principalmente do complexo B) e minerais diversos. Recomenda-se o consumo de 40 g de farelo de aveia por dia – pode ser salpicado em iogurtes ou frutas, ou no preparo de biscoitos.

Linhaça

A linhaça é carregada em proteínas e vitaminas como a E, que combate o envelhecimento precoce e doenças regenerativas. Também possui muitos minerais – tem mais potássio que a banana, por exemplo. É cheia de fibras e turbina a saúde cardíaca. Olha colher de sopa por dia é o recomendável – pode ser adicionada a sucos, vitaminas e iogurtes.

Probióticos

Probióticos são microrganismos que alguns iogurtes e leites especiais contêm. Eles chegam ainda vivos ao intestino e o fazem trabalhar como um relógio. Eles também fazem muito bem ao sistema imunológico, pois impedem a reprodução de bactérias nocivas à saúde.

Peixes

Alguns tipos de peixe têm grande quantidade de ômega 3, que melhoram a gordura do sangue, têm reconhecida ação antioxidante e ajudam no funcionamento do sistema imunológico. Também beneficiam muito a saúde do coração, pois reduzem os níveis de triglicérides e placas de gordura nas veias e artérias.

Soja

Algumas substâncias presentes na soja, como as isoflavonas, ajudam muito no bem-estar feminino. Elas têm estrutura química semelhante ao estrógeno humano e, por isso, atenuam os sintomas da menopausa, como irritabilidade, insônia, depressão, ressecamento vaginal e calores. Também contribuem para um melhor funcionamento do sistema nervoso.

Frutas vermelhas

Ricas em vitamina C, frutas como o morango, amora, framboesa e mirtilo são muito importantes para manter a pele jovem e saudável, pois possuem ácido elágico. Também possuem flavonoides, conhecidos por seu forte efeito antioxidante, tendo ação sobre a formação de radicais livres.

Chá verde

O chá verde contém catequina, outra substância que combate os radicais livres. Ele ainda protege contra o Mal de Alzheimer e demência e melhora a função celular do sistema circulatório. Estudos recentes mostram que ele pode proteger até contra o glaucoma e outras doenças da visão.

Gostou da nossa matéria? Conte-nos a sua opnião, e relate também se possível, a sua experiência com esse tipo de alimento.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ