Dietas

27/03/2015 01:34 - Atualizado em 03/11/2016 12:46

Você é chocólatra? Veja como sobreviver às tentações da Páscoa

Os viciados em chocolate precisam controlar seus impulsos para evitar problemas de saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Sua ansiedade passa depois de comer chocolate? Você sabe a diferença de gosto entre o belga, o suíço e o alpino? Você fica mais feliz sentindo a barrinha derreter na boca? Definitivamente, você é chocólatra, e a Páscoa deve ser sua época favorita do ano.

Porém, o doce que é repleto de benefícios também pode prejudicar. Na hora de comer chocolate, lembre-se de apreciar com moderação. O consumo exagerado pode favorecer o aparecimento de diabetes, entre outras doenças.

Sobreviva às tentações sem deixar o "vício" de lado. Quer saber como? Veja algumas dicas.

chocolatra

Páscoa: Paraíso (ou perdição) do chocólatra

O significado religioso pode até ser importante, mas na Páscoa você só quer mesmo saber de comer chocolate. Então, para aproveitar sem culpa, controle seus impulsos de chocólatra seguindo alguns conselhos de nutricionistas.

Depois de comprar o chocolate, quebre-o em pedacinhos e separe as porções em potes. Congele e retire do freezer apenas quando for consumir. Como ele estará congelado, a tendência é que você coma menos.

A maçã pode ajudar você a controlar a vontade de comer chocolate. Ao consumir uma fruta, que é rica em fibras, você reduz a gula, pois ela dá sensação de saciedade. Além disso, ela diminui a absorção do açúcar e da gordura proporcionados pelo doce.

Tenha preferência pelo chocolate meio amargo ou mais intenso, pois eles concentram mais cacau, além de inibir a vontade de comer outros doces. O ideal é ingerir duas barrinhas de 10g cada por dia. Nessa medida, o chocólatra pode se beneficiar com a redução da pressão arterial e com menores riscos de infarto e derrame.

chocolatra

Vício do chocólatra é real

Não é invenção, nem história. O termo chocólatra é aplicado a pessoas que, de certa forma, sofrem com a falta do aminoácido feniletilamina, um precursor da serotonina. Essa substância provoca prazer, sendo fabricada em situações de felicidade.

Por algum tempo, os efeitos do chocolate são incríveis. Ele pode aliviar dores no peito, na garganta e nas costas. Além disso, funciona como energético, relaxa as tensões corporais e dá sensação de alegria. Ou seja, quando seu consumo é desenfreado, pode mesmo viciar.

Na Páscoa, o vício por chocolate pode ser impulsionado, já que a ocasião favorece o consumo mais intenso da guloseima. Se você está acostumado a comer cerca de 30g por dia, depois de uma semana seu corpo já começa a pedir por ele e sofrer com a abstinência.

Quem é mais solitário pode acabar se tornando chocólatra com mais facilidade. Antes de dormir, ele provoca relaxamento e ajuda a trazer o sono. Por isso, muitas pessoas guardam o famoso “chocolatinho de gaveta” para comer lendo um livro, assistindo à TV ou quando se deitam.

O problema começa quando o consumo começa a aumentar, sendo difícil manter uma barra inteira. É preciso lembrar que o chocolate é composto por cacau, leite, açúcar e gordura. Uma barra de 30g possui, aproximadamente, 6mg de colesterol e 4mg de gorduras polinsaturadas e monoinsaturadas.

Portanto, como grande parte dos alimentos, ele pode beneficiar ou prejudicar. Cabe a você aproveitar a Páscoa valorizando seu bem-estar e consumindo moderadamente.

Você consegue resistir ao chocolate? Conte para nós! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
chocolate
Páscoa
vício em chocolate
serotonina

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ