Dietas

03/02/2015 10:16 - Atualizado em 07/12/2016 03:40

Refeição tem hora: Saiba como organizar seus hábitos alimentares

Distribuir os tipos e a quantidade dos alimentos em cada refeição é importante para uma vida saudável.

POR

Redação

  • +A
  • -A

É muito importante saber o que comer em cada refeição para suprir as necessidades nutricionais do corpo durante o dia. Os hábitos alimentares refletem diretamente na saúde, no bem-estar e no rendimento físico e mental.

A maioria das pessoas tem uma rotina corrida, mas isso não é desculpa para descuidar da alimentação. É preciso organização e dedicação para fazer um planejamento alimentar. Comer os alimentos certos na hora certa é indispensável.

refeicao

Distribuição de cada refeição

Não é apenas o tipo de alimento que precisa de atenção em cada refeição, mas também a quantidade que deve ser consumida. A alimentação diária precisa ser distribuída de maneira correta para que o corpo tenha disposição para realizar todas as atividades.

É indicado fazer seis refeições por dia: o desjejum, o lanche da manhã, o almoço, o lanche da tarde, o jantar e a ceia, com um intervalo de três horas entre cada uma delas.

Segundo a nutricionista Renata Rodrigues de Oliveira, algumas indicações básicas devem ser seguidas por todos, independentemente do seu dia a dia. "É claro que cada um tem uma rotina de alimentação e treino, mas, em termos gerais, podemos seguir um plano básico", explica.

O plano apresentado pela nutricionista indica uma distribuição alimentar da seguinte forma: 20% da alimentação total diária deve ser consumida no desjejum; 5% no lanche da manhã; 30% no almoço; 15% no lanche da tarde; 25% no jantar; 5% na ceia.

O que comer em cada refeição

Toda refeição feita no dia deve conter vitaminas e nutrientes, mas a atenção especial é com os pratos principais. Eles precisam ser compostos por alimentos variados, saudáveis e bem coloridos. É indicado, também, alternar as combinações.

O desjejum é considerado a refeição mais importante do dia, pois é a primeira depois do maior intervalo de tempo sem comer. Nessa hora, os alimentos escolhidos devem dar disposição para o dia que está começando, sendo capazes de estimular o metabolismo e fornecer energia para realizar as atividades.

Já os lanches da manhã e da tarde devem ser feitos para que a pessoa não sinta fome, nem exagere nas refeições principais. Os lanches vão regular as taxas de açúcar no sangue, evitando que a pessoa fique muitas horas sem comer e acabe sentindo um mal-estar.

A refeição de maior consumo do dia é o almoço, devendo conter grupos de alimentos nobres e variados. Proteínas, fibras, vitaminas, sais minerais e carboidratos não podem ficar de fora. Com o cardápio equilibrado no almoço, o corpo adquire energia para continuar as atividades e suprir parte das necessidades nutricionais diárias.

O jantar também tem grande importância na distribuição diária, pois é quando a pessoa recupera a energia que foi gasta. Essa é a última refeição de maior consumo do dia, mas é preciso ter cuidado para não exagerar. Vale lembrar que se deve optar por alimentos de fácil digestão, pois ela pode interferir na qualidade do sono.

A ceia é a última alimentação do dia e evita ficar muitas horas sem comer. É indicado fazer um lanche bem leve - uma torrada, chá ou frutas.

Gostou das dicas de alimentação? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
alimentação saudável
dieta balanceada
reeducação alimentar
cardápio diário

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ