Dietas

26/01/2016 11:00 - Atualizado em 05/12/2016 06:56

Nutrição funcional promove a prevenção de doenças

Método aposta em cardápios elaborados especificamente para cada pessoa.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A nutrição funcional é mais uma técnica para quem busca maneiras de manter o organismo saudável e fortalecido. Os alimentos desse método não visam apenas à nutrição, mas também à prevenção e ao tratamento de desordens crônicas. Os princípios fundamentais são a individualidade da pessoa e a interação entre todos os sistemas do corpo. Saiba mais a seguir.

nutrição funcional, mulher com salada

Entenda a nutrição funcional

O cardápio é elaborado individualmente, levando-se em conta a genética e o estilo de vida de cada pessoa. Dessa forma, a alimentação pode trabalhar possíveis problemas e, até mesmo, evitar complicações ou o aparecimento de novas doenças.

Além de atenuar os sintomas de alguma alteração - como aumento de peso, mal-estar constante ou dificuldade de digestão -, a nutrição funcional procura atuar nas causas. O importante é buscar informações sobre o metabolismo do paciente para encontrar uma solução individualizada e efetiva.

Com uma avaliação antropométrica, exames bioquímicos e sinais clínicos, o nutricionista pode indicar quais alimentos promoverão mais equilíbrio ao organismo. O resultado é o alívio nos sintomas e, ainda, um sistema imunológico fortalecido, prevenindo o indivíduo de doenças e de outros problemas de saúde.

Saiba Mais
Dieta da aveia: Garanta 3 benefícios do cereal
Alho aumenta a imunidade e a saúde do coração
Soja atenua os efeitos da menopausa e melhora o colesterol

Alimentos que não podem faltar

Os chamados alimentos funcionais são aqueles que, além de oferecer os nutrientes essenciais ao organismo, também previnem ou ajudam a tratar problemas de saúde. Capazes de agir contra o envelhecimento precoce, de reduzir a absorção de gorduras e de ajudar no funcionamento dos intestinos, esses ingredientes são importantes para uma alimentação equilibrada.

A seguir, você confere uma lista de alimentos que podem fazer parte da nutrição funcional. Lembre-se, porém, que o método parte do princípio do acompanhamento individualizado. Sendo assim, apenas o seu nutricionista pode confirmar quais são as opções mais saudáveis para o seu organismo.

- Aveia: importante aliada na redução dos níveis de LDL, conhecido como o "colesterol ruim". Também ajuda a melhorar a prisão de ventre, devido ao alto teor de fibras.

- Tomate: com ação antioxidante, ele contribui para combater a ação dos radicais livres, renovando as células e evitando doenças degenerativas.

- Peixes: fonte de ácidos graxos, as chamadas gorduras boas, a carne de peixe colabora para prevenir infarto e outros problemas cardíacos, além de minimizar dores e desconfortos de artrite.

- Soja: uma pequena quantidade diária já auxilia na prevenção de doenças cardíacas e no funcionamento do intestino.

- Alho: também contribui para a dimunuição do colesterol ruim, além de reduzir a pressão arterial e, assim, ser um importante protetor da saúde do coração.

Você já experimentou a nutrição funcional? Qual a sua opinião sobre o método? Deixe um comentário! E aproveite para acompanhar outras dicas de alimentação aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
alimentos funcionais
saúde
sistema imunológico
prevenção de doenças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ