Dietas

29/07/2014 09:00 - Atualizado em 28/11/2016 01:15

Inclua na dieta: Superalimentos podem facilitar perda de peso

Cheios de nutrientes e vitaminas, os superalimentos ajudam a manter a saúde e o equilíbrio na balança.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em alguns casos devido a estratégias de marketing, em outros com um viés científico bem razoável, a nomenclatura de "superalimentos" está sendo cada vez mais usada no mercado. Os consumidores estão atentos a isso e, segundo pesquisas, têm dado prioridade a alimentos que se definem como tal.

superalimentos
Goji berry está na moda e é um dos principais superalimentos. Foto: Shutterstock

O que são os superalimentos?

Não existe nenhuma definição formal com a qual possamos diferenciar um alimento normal de um que integra o grupo dos superalimentos. Em geral, o termo é atribuído a comidas que têm grande concentração de determinados nutrientes úteis ao nosso organismo, ou então algum outro tipo de ação química que traga benefícios à saúde.

Mas quando falamos em alimentação, geralmente o efeito mais desejado após uma mudança na dieta é a perda de peso. É ótimo saber que, consumindo determinado alimento, estamos prevenindo a ocorrência de doenças cardiovasculares e melhorando o funcionamento do intestino, mas nada se compara a saber que aquela comidinha pode te ajudar a emagrecer.

Muitos dos superalimentos podem, sim, ajudar nisso, devido ao potencial termogênico. Isso quer dizer que eles aceleram o metabolismo, consumindo mais energia durante o processo digestivo e aumentando a saciedade – fazendo você comer menos na próxima refeição.

Consumo consciente é importante

Mas os superalimentos são muito mais do que emagrecedores, e podem atuar em diversos processos do nosso organismo. Apesar dos benefícios, muitos deles devem ser consumidos com cautela e moderação. O ideal é consultar um nutricionista no caso de você incluir alguns deles na sua dieta.

O motivo dessa recomendação é que alguns superalimentos podem exceder muito a dose diária recomendada de um determinado nutriente. Dessa maneira, ao invés de ele multiplicar os benefícios de sua presença no organismo, pode causar efeitos colaterais adversos.

Superalimentos e seus benefícios

Conheça abaixo alguns dos principais poderes dos superalimentos:

superalimentos
Imagem: arte sobre foto Shutterstock.

Ficou interessado? Então saiba ainda mais detalhes:

Goji berry
O goji berry, sensação do momento, é uma fruta originária do sul da Ásia, rica em aminoácidos, vitaminas, ácidos graxos insaturados, antioxidantes e polissacarídeos. Essas características fazem a frutinha – que pode ser encontrada em lojas de produtos naturais – ser ótima para prevenir doenças inflamatórias e cardiovasculares. Se consumida em excesso, pode prejudicar o funcionamento da tireoide.
 
Linhaça
Essa é uma semente que tem um valor nutricional bem alto, devido à grande quantidade de fibras em sua composição. Também possui bastante gordura “do bem”. A linhaça melhora o funcionamento do sistema digestivo.
 
Lentilhas
Tradicional em festas de final de ano, a lentilha é um alimento que deveria ser consumido com mais frequência durante os outros meses. Ela é rica em proteína vegetal e, portanto, ajuda no fortalecimento da massa muscular.
 
Golden berry
Essa é uma frutinha originária dos Andes peruanos e equatorianos. É rica em ferro – sendo, portanto, uma ótima alternativa para quem não consome carne. A golden berry também possui uma série de aminoácidos essenciais.
 
Inhame
O inhame é uma excelente fonte de proteínas, potássio e fósforo, ajudando a prevenir osteoporose, artrite e cálculos renais. Também é fonte de carboidratos e fibras. A melhor maneira de consumir o inhame é cozido, mas não deve ser deixado muito tempo no fogo para não perder seus nutrientes.

Faça os alimentos trabalharem por você, conheça Vivo Nutrição.

Quais são os seus alimentos preferidos, que fazem bem para saúde e para o corpo? Conte-nos a sua preferência.

TAGS
perda de peso
alimentos saudáveis

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ