Dietas

05/05/2015 03:40 - Atualizado em 13/11/2016 09:17

Gordura animal: Mocinha ou vilã? Tire suas dúvidas

Ela pode aumentar o colesterol ruim, mas também ajuda na manutenção da saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Na busca por saúde e uma alimentação balanceada, é comum surgirem dúvidas sobre o que é seguro consumir. As gorduras, por exemplo, são tidas como vilãs da dieta, mas também têm sua importância. E a gordura animal? Apesar de ser uma das mais discutidas, ela é, sim, importante para um emagrecimento saudável.

Gorduras são mais calóricas, é fato. Enquanto proteínas e carboidratos possuem cerca de 4kcal por grama, 1g de gordura possui 9kcal. Por outro lado, as gorduras saturadas contribuem melhorar o sistema imunológico, a absorção de cálcio nos ossos e alguns hormônios do sistema reprodutor. Saiba como dosar a gordura animal na sua alimentação.

gordura animal

Gordura animal na medida certa

Alguns tipos de gordura animal podem aumentar o colesterol total. Porém, como elas aumentam o colesterol bom (HDL) mais que o colesterol ruim (LDL), você, na verdade, não corre tanto risco de doenças cardíacas - isso, é claro, se o consumo for moderado.

As carnes vermelhas e brancas são fonte de energia. Elas possuem boas doses de vitaminas e ácidos graxos essenciais, que são responsáveis por manter as paredes das células em boas condições. É o caso principalmente da carne e da pele das aves, do leite e de derivados integrais - manteiga, creme de leite, iogurte e nata.

Para saber o tipo e a quantidade de gordura de um alimento, verifique a tabela nutricional que vem no rótulo da embalagem. Em média, o consumo diário de gordura não deve ultrapassar 30% da ingestão calórica total. Isso corresponde a cerca de 20g em uma dieta de 2 mil calorias diárias.

Riscos do exagero

gordura animalA pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2013), divulgada pelo Ministério da Saúde, mostra que o consumo excessivo de gordura saturada ainda é um hábito frequente da população brasileira.

Segundo o resultado, 31% da população não deixa de consumir carne gordurosa. Em excesso, a gordura animal aumenta o colesterol ruim (LDL), que se deposita nas artérias, elevando o risco de problemas no coração.

Apesar dos riscos que o excesso de gordura traz ao organismo, é possível encontrar alternativas saudáveis. Alguns exemplos são azeitona e azeite de oliva, abacate, oleaginosas e óleo de coco.

Tome cuidado com os óleos vegetais. Se você consumir gorduras boas de um abacate ou de uma carne de panela, por exemplo, usar óleo na comida também não é necessário. Gorduras têm o calor e os processos industriais como inimigos.

Também procure os alimentos de origem orgânica ou ingredientes frescos.

Gostou das dicas para sua alimentação? Então deixe um comentário! E lembre-se que sempre tem novidade aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
gordura
colesterol
ácidos graxos
carne

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ