Dietas

26/01/2016 12:08 - Atualizado em 02/12/2016 10:41

Fritar legumes pode ser mais saudável que cozinhá-los

Estudo afirma que fritura em azeite de oliva mantém mais componentes nutricionais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando se fala em fritar alimentos, logo vem a ideia de uma refeição pesada e não muito boa para a saúde. Porém, um estudo publicado na revista Food Chemistry sugere que o método pode ser mais saudável do que você imagina.

Calma! Isso não significa que dá para sair comendo batata frita todos os dias. A pesquisa indica que os vegetais fritos em azeite de oliva podem ser mais poderosos para a saúde que legumes fervidos em água. Saiba mais a seguir.

casal quer fritar legumes na cozinha

Fritar legumes pode ser saudável, diz estudo

Pesquisadores da Universidade de Granada, na Espanha, afirmam que, ao contrário do que se pensou por muitos anos, fritar ou refogar legumes em azeite de oliva extravirgem pode ser uma opção mais saudável.

O estudo constatou que, com esse tipo de preparo, mais componentes nutricionais dos alimentos são mantidos. Segundo os cientistas, os vegetais fritos aumentam seu poder antioxidante e apresentam componentes que previnem doenças como câncer, diabetes e problemas de visão.

O estudo revelou, ainda, que a composição fenólica presente no alimento cru é aumentada, quando associada ao azeite de oliva extravirgem, embora o valor energético também aumente. Ou seja, a comida ajuda a combater micro-organismos, mas também pode ser uma opção mais calórica.

Os estudiosos explicam que as frituras devem ser consumidas em conjunto com ingredientes crus ou cozidos em água, compensando a falta da fração fenólica nesses vegetais.

Saiba Mais
Batata frita de forno é alternativa saudável ao petisco
Azeitona faz bem para o coração: Conheça outros benefícios
Dieta vegetariana precisa ser equilibrada

O azeite de oliva é extraído a partir de azeitonas e é muito famoso na gastronomia mediterrânea. Entre seus principais benefícios, destacam-se os ácidos monoinsaturados, que ajudam no controle dos níveis de colesterol.

O produto também é uma boa fonte de antioxidantes e de vitamina E, substâncias que ajudam a retardar o envelhecimento das células. Por fim, o óleo é rico em ômega 3, importante aliado na prevenção de doenças como o câncer.

fritar vegetais na wok

Perigos das frituras

A pesquisa espanhola é bastante polêmica, pois outros estudos já haviam sido publicados contrariando os resultados obtidos na Universidade de Granada. Em junho de 2014, cientistas afirmaram que o azeite de oliva deveria ser usado apenas em saladas cruas - e nunca para frituras. Quando superaquecido, ele pode liberar componentes tóxicos.

Apesar de a pesquisa mostrar benefícios do método de fritar legumes no azeite de oliva, é preciso cuidar com o consumo exagerado. Os resultados do estudo não significam que a fritura seja totalmente benéfica à saúde, já que o valor enérgico das receitas aumenta, causando risco de obesidade e, por consequência, de problemas cardiovasculares.

Em outras palavras, mesmo que o estudo espanhol aponte vantagens, deve-se avaliar os hábitos alimentares como um todo. Se você está acostumado com alimentos muito calóricos ou ricos em sal, por exemplo, pode deixar a saúde em risco, ainda mais se consumir vegetais fritos no azeite.

O ideal é substituir os outros tipos de óleo, muito mais nocivos ao organismo, pelo azeite de oliva. Ainda assim, o ingrediente deve fazer parte de uma alimentação equilibrada e saudável. Fora um cardápio rico em nutrientes, a prática de atividades físicas regulares também é importante para manter o corpo em forma e a saúde em dia.

Você costuma fritar ou refogar os legumes? Ou prefere consumi-los crus? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de alimentação aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
azeite de oliva
refogar
vegetais fritos
antioxidante

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ