Dietas

31/03/2016 12:45 - Atualizado em 02/01/2017 03:45

Dieta vegana pode aumentar riscos de câncer

Estudo indica que hábito alimentar pode causar mutações no corpo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Já está comprovado que a dieta vegana pode trazer diversos benefícios para a saúde. No entanto, um estudo publicado nesta semana na revista científica Molecular Biology and Evolution contesta isso. Ele indica que, se administrada por muito tempo, a alimentação à base de vegetais pode aumentar a probabilidade de câncer e de doenças cardíacas.

mulher com compras para dieta vegana

Dieta vegana e o risco de doenças

Segundo pesquisa realizada pela Universidade Cornell, em Ithaca, Nova Iorque, foram encontradas evidências de uma variação genética, chamada alelo, que evoluiu em regiões que historicamente favoreceram a alimentação baseada em vegetais, como Índia, África e partes do leste da Ásia.

Essa adaptação genética, evoluída ao longo de centenas de gerações, permite a esses povos processar de forma eficiente ácidos graxos ômega 3 e ômega 6. As substâncias são, então, convertidas em compostos essenciais para o desenvolvimento inicial do cérebro.

Contudo, se houver um desequilíbrio da dieta, essas populações se tornam mais suscetíveis a inflamações e, por associação, correm maior risco de doenças cardíacas e de câncer de cólon.

A pesquisa comparou a frequência do alelo vegetariano em 234 indianos com dieta vegana e em 311 americanos, com alimentação baseada em derivados animais. A expressão genética foi encontrada em 68% do primeiro grupo e em apenas 18% do segundo.

Análises usando dados do 1.000 Genomes Project, uma base de dados internacional, encontraram resultados semelhantes, com o alelo em 70% dos asiáticos do Sul, 53% dos africanos, 29% dos asiáticos do Leste e 17% dos europeus.

Os cientistas ainda não sabem quando a adaptação surgiu, já que análises nos genomas de chimpanzés e orangotangos não apontaram para a presença do alelo vegetariano. Entretanto, existem indícios da sua presença em neandertais e em hominídeos de Denisova.

Dieta vegana também tem seus benefícios

Apesar de esse estudo recente indicar que a alimentação à base de vegetais em excesso pode causar problemas sérios de saúde, também já se comprovou que a dieta traz benefícios para o corpo e para mente.

Os cardápios que restringem o consumo de carne vermelha fazem bem ao coração, principalmente depois dos 40 anos. Estudo realizado na Universidade de Oxford revela que, entre os vegetarianos e veganos, há uma redução de 32% no risco de morte por doenças cardíacas – principalmente pelos benefícios sobre o colesterol e a pressão sanguínea.

Outra boa notícia é que uma dieta vegana também pode ser excelente para os olhos, reduzindo o risco de catarata em 40%. Mais que um modo de prevenção a problemas de saúde, a reeducação alimentar faz parte de uma filosofia de vida.

Seja você vegetariano ou apaixonado por carne, é importante apenas lembrar que todo alimento tem sua importância em uma dieta equilibrada. Portanto, para montar a sua, conte sempre com a ajuda de um profissional da área da Nutrição.

Que achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras novidades de saúde e alimentação aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
veganismo
vegetarianismo
saúde
genética

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ