Dietas

26/09/2014 08:04 - Atualizado em 09/11/2016 04:48

Dieta nórdica promete atacar diabetes, colesterol alto e sobrepeso

Dieta nórdica é baseada no consumo de produtos orgânicos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A dieta nórdica é uma adaptação da dieta mediterrânea. O foco desse tipo de alimentação são as frutas, verduras, vegetais, peixes, alimentos integrais e que sejam fontes de gorduras boas.

Outra mudança que a dieta nórdica sugere é realizar algumas trocas na alimentação. Por exemplo, ao invés de consumir alimentos que possuem conservantes, optar pelos orgânicos. Outra troca indicada é não consumir bebidas que tenham grande percentual de açúcar e beber sucos naturais de frutas.

dieta-nordica

Benefícios da dieta nórdica

Já foi comprovado que a dieta nórdica ajuda a baixar os níveis de colesterol ruim e auxilia a aumentar o colesterol bom. Desse modo, ela previne a aterosclerose e a hipertensão.

Outra vantagem desse tipo de alimentação é que ela é rica em ômega 3, fibras e antioxidantes. Por isso, muitas vezes essa dieta é recomendada para pessoas que sofram de obesidade, problemas vasculares, queiram prevenir a diabetes e o câncer.

Para ser adepto a essa dieta, é necessário ter força de vontade. Isso porque ela é praticamente uma reeducação alimentar, em que você aprende a comer as coisas saudáveis e deixa alimentos gordurosos e bebidas com grandes quantidades de açúcar de lado.

Alimentos que fazem parte da dieta nórdica

- Peixes

Esse é um alimento essencial na dieta, principalmente os peixes de águas frias, como salmão e bacalhau, que são ricos em ômega 3 e previnem o colesterol ruim.

dieta-nordica

- Frutas vermelhas

Esse tipo de alimento possui antocianina, que é uma substância antioxidante. Assim, é capaz de acabar os radicais livres, combatendo o envelhecimento precoce das células. Além disso, as frutas vermelhas auxiliam na proteção do sistema cardiovascular, evita a retenção de líquido (diminuindo a celulite) e melhora a circulação sanguínea.

- Carnes brancas

A dieta nórdica recomenda que o praticante diminua o consumo de carne vermelha e opte pela carne branca. Isso porque as carnes vermelhas possuem uma quantidade mais elevada de gorduras saturadas e contribuem para que o colesterol ruim aumente.

- Alimentos integrais

Arroz e massas integrais, aveia e cevada são alimentos que ajudam a proporcionar saciedade, fazendo com que você coma menos e, assim, emagreça. Além disso, esses alimentos contribuem para reduzir a velocidade com que a glicose é absorvida pelo corpo, sendo ideal para pessoas que tenham diabetes.

dieta-nordica

- Óleo de colza ou de canola

Esses dois tipos de óleos são ricos em ômega 3 e 9. O ômega 9 é que controla os triglicerídeos, contribuindo para que o colesterol ruim diminua.

A dieta nórdica não possui riscos à saúde. Muito pelo contrário: ela contribui para uma vida mais saudável. Entretanto, como toda dieta, é recomendável consultar um nutricionista antes de começar a seguir essa restrição alimentar, a fim de que você possa ter uma qualidade de vida maior.

Gostou das nossas dicas sobre a dieta nórdica? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
dieta
alimentação saudável

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ