Dietas

01/10/2015 08:49 - Atualizado em 22/11/2016 03:16

Dieta do metabolismo rápido emagrece e ajuda a regular hormônios

O plano alimentar promete fazer a pessoa eliminar até 10kg em 28 dias.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Ela conquistou a atriz Jennifer Lopez com e promete ser aliada na redução de peso. A dieta do metabolismo rápido, desenvolvida pela nutricionista americana Haylie Pomrov, pode fazer você perder até dez quilos em 28 dias.

A criadora desse plano alimentar garante que há resultado não somente na eliminação dos quilos extras, mas também na qualidade de vida dos adeptos. Isso porque, além de trabalhar o metabolismo, a dieta ainda potencializa o ganho de músculos e promove o equilíbrio dos hormônios.

O que é a dieta do metabolismo rápido

Você já deve ter ouvido que, quando o metabolismo é lento, a pessoa tem dificuldade para emagrecer, não é mesmo? Pois é. Isso significa que o organismo queima o mínimo de calorias para guardar o máximo.

jennifer lopez fez a dieta do metabolismo rápidoCom a dieta, esse processo é revertido. O importante é segui-la à risca para garantir os resultados.

Basicamente, você deve fazer cinco refeições diárias, tomar bastante água e consumir somente os alimentos autorizados.

Na dieta do metabolismo rápido, fica liberada a ingestão de verduras à vontade, assim como o consumo de carnes magras em porções generosas.

Em uma semana, a pessoa passa por três fases, que têm objetivos distintos.

A cada dois ou três dias é preciso mudar a proporção de carboidratos, gorduras saudáveis e proteínas do cardápio. Ou seja, nada de passar fome ou cair na monotonia!

Prepare-se, porém, para ficar longe de laticínios, cereais com glúten, doces, sucos de fruta, café, refrigerante e bebidas alcoólicas.

Depois de quatro semanas, esses itens podem voltar à rotina, mas aos poucos e com moderação.

Saiba Mais

mulher fazendo dieta do metabolismo rápido

Como a dieta funciona

A dieta do metabolismo rápido possui três fases. Confira:

1. Relaxar as glândulas suprarrenais

O objetivo é reduzir a secreção do hormônio cortisol, que, em excesso, aumenta os estoques de gordura. Nessa fase, que dura dois dias, o cardápio tem uma dose maior de carboidrato e, por isso, o índice glicêmico é alto. Para relaxar, o organismo precisa acreditar que não vai ser submetido a mais uma dieta restritiva.

Durante o período, devem-se evitar gorduras. Atividades aeróbicas, como caminhada e natação, também são recomendadas.

2. Destravar a gordura armazenada

Essa é a etapa mais restritiva: não permite frutas, grãos e leguminosas. São apenas dois dias e as porções de proteína são generosas. Além disso, é por uma boa causa: livrar-se dos estoques antigos de gordura, aqueles que resistiram a todas as outras dietas.

O cardápio tem um índice glicêmico baixo. Proteínas vegetais, amidos, grãos e gorduras de todos os tipos são proibidos. Recomenda-se praticar alguma atividade física com peso.

3. Queimar os estoques de gordura

As gorduras boas voltam ao cardápio. É o momento em que o que restou de gordura acumulada no corpo se transforma em energia. Essa etapa dura três dias e tem um índice glicêmico médio. Yoga, alongamento, meditação ou outras modalidades de relaxamento são as mais indicadas.

As três fases devem ser repetidas até que se completem os 28 dias da dieta do metabolismo rápido. Consulte um nutricionista e boa sorte!

Tá a fim de testar esse cardápio? Já testou e gostou do resultado? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir outras dicas de nutrição e dieta aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
emagrecer
acelerar o metabolismo
Jennifer Lopez
perder peso

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ