Dietas

21/05/2015 02:15 - Atualizado em 21/11/2016 12:49

Dieta dissociada: Avalie os seus prós e contras

Separar carboidratos e proteínas é a chave para perder peso com a chamada dieta dissociada.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você conhece a dieta dissociada? A sua regra principal é o que explica o nome desse regime alimentar: dissociar carboidratos de proteínas, pelo menos na mesma refeição. Isso quer dizer “não associar”, ou seja, não comer esses dois grupos alimentares ao mesmo tempo.

Na prática, a dieta não permite consumir alimentos como pães, bolos, biscoitos, farinhas e frutas junto com carnes, queijos, ovos, iogurtes, leites e legumes. Os primeiros fazem parte dos carboidratos, enquanto os demais são proteínas. Entenda a seguir por que separar esses alimentos pode proporcionar a perda de peso.

dieta dissociada

O que acontece na dieta dissociada?

Quando consumidos juntos, os nutrientes dos carboidratos e das proteínas liberam mais insulina, inibindo a enzima que quebra gorduras no corpo.

Além disso, o organismo é forçado a produzir e liberar enzimas diferentes para conseguir digerir os alimentos e proporcionar saciedade. Por isso, a dieta dissociada tem se popularizado, já que promete emagrecimento e bom funcionamento orgânico.

Para seguir sua proposta, o ideal é que os carboidratos sejam consumidos no almoço e as proteínas no jantar. Como no período noturno o gasto de calorias é menor, uma parte das massas ingeridas não é eliminada. Além disso, durante a semana, deve-se realizar uma dieta líquida para potencializar o emagrecimento.

Uma das principais vantagens alegadas da dieta dissociada é que não ocorre exclusão de alimentos no cardápio do dia, apenas não se deve consumi-los juntos. Por outro lado, é importante misturar os grupos alimentares no momento das refeições, pois cada um deles está ligado ao fornecimento de nutrientes específicos para o corpo.

Para que você não fuja de uma dieta equilibrada, o ideal é realizar o regime dissociado por no máximo três meses. Se o objetivo é perder peso, você também deve consultar um nutricionista, que dará orientações específicas, de acordo com suas características físicas.

Dicas para seguir a dieta dissociada

Não existe comprovação científica de que o consumo de carboidratos e proteínas juntos garanta maior saciedade. Com base nesse entendimento, a dieta dissociada busca integrar todos os alimentos distribuídos em momentos diferentes do dia. O importante é que todos os grupos alimentares estejam presentes no organismo.

Para quem deseja prolongar os efeitos da dieta dissociada e seguir um padrão de vida mais saudável, o ideal é conseguir administrar as refeições com equilíbrio. Depois de atingido o objetivo de emagrecimento com a dieta, comece a cuidar da alimentação, incluindo saladas, legumes e verduras no dia a dia.

Mastigue os alimentos devagar, para aumentar a sensação de estômago cheio e não sentir fome antes da hora. Além disso, fuja das tentações durante a semana para se permitir uma guloseima nos sábados ou domingos.

Frutas e verduras devem sempre estar limpas e à vista na geladeira ou na fruteira. Assim, você se mantém mais longe das “beliscadas” em alimentos industrializados.

No preparo das suas refeições, utilize temperos naturais, como salsa, cebola, orégano e alho. Além do sabor bem característico, ainda trazem benefícios à saúde.

Tente utilizar as versões light dos alimentos enquanto estiver de dieta. Eles oferecem redução de calorias, que é seu objetivo para emagrecer. Mas lembre-se de dosar bem as quantidades para não prejudicar seu bem-estar.

Gostou das dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
perder peso
emagrecimento
carboidratos
proteínas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ