Dietas

14/09/2015 07:07 - Atualizado em 13/10/2016 12:15

Dieta de South Beach colabora para um estilo de vida saudável

Ela foi desenvolvida para auxiliar no controle de problemas cardíacos, mas também mostrou bons resultados na perda de peso.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já ouviu falar na dieta de South Beach? O plano alimentar não foca apenas na perda de peso, mas também no estilo de vida saudável. É uma dieta de baixo índice glicêmico, reduzindo o consumo de gordura saturada e carboidratos, com restrições apenas nas duas primeiras semanas.

A dieta é considerada muito saudável e possui três estágios, sendo o emagrecimento apenas uma consequência, pois o foco é a melhora da saúde. Porém, vale lembrar que é sempre importante buscar o acompanhamento nutricional antes de adotar qualquer regime.

Conheça a dieta de South Beach

South Beach é uma praia da cidade de Miami Beach, e dá nome a uma dieta criada pelo cardiologista Dr. Arthur Agatston, da Flórida. Trabalhando em um centro de prevenção cardíaca, o médico desenvolveu o plano alimentar para auxiliar pacientes a controlar seus níveis de insulina e colesterol, fatores que contribuem para a ocorrência de ataques cardíacos.

Depois de aplicada, ela teve um impacto muito positivo na rápida perda de peso, também, focando na ingestão de “gorduras boas” e de “carboidratos bons”. Ao contrário de outras dietas, que incentivam a cortar o consumo de qualquer tipo de gordura e carboidrato, a dieta de South Beach foca em ensinar a diferenciar os bons dos maus alimentos.

mulher fez dieta de south beach e exibe a boa forma na praia

Como adotar essa dieta

A dieta de South Beach é divida em três fases, sendo a primeira delas considerada a mais difícil. Com a duração de duas semanas, esse estágio indica consumir apenas certos tipos de alimentos, com boas quantidades de vegetais.

Alguns dos alimentos indicados são peixe e mariscos, óleos saudáveis como azeite de oliva e óleo de linhaça, ovos, soja, carnes magras, frango, vegetais e queijos magros.

Nessa etapa, são proibidos alimentos com muitos carboidratos, como pão, milho, arroz, batatas e massas. Essa restrição é feita para baixar o nível de glicose sanguínea e estabilizá-la, sendo que a única maneira de atingir isso é ingerindo alimentos que possuam baixo índice glicêmico.

Já o estágio 2, além do consumo dos alimentos do estágio 1, também indica a adição de carboidratos ao cardápio, aos poucos. Depois das duas primeiras semanas, podem ser incluídos à dieta de South Beach pão integral, arroz integral e frutas. A duração do estágio 2 depende do objetivo de perda de peso. Ao atingir a meta desejada, pode-se passar para a próxima fase.

Saiba Mais
Dieta de Juju Salimeni reduz o percentual de gordura
Dieta da Lua: Emagreça de olho no calendário
Entenda os perigos da dieta da USP para a saúde

O estágio 3 tem como objetivo a manutenção da dieta, fazendo com que ela se torne um estilo de vida. A ideia é que a pessoa possa reconhecer os bons alimentos e os maus, comendo de forma consciente. É permitido ingerir o que quiser, sem exagerar e levando em consideração o que foi aprendido nas outras fases.

Agora, a dieta de South Beach deixa de ser um programa de emagrecimento para se tornar um modo de vida saudável. Uma vez ou outra que a pessoa exagerar, ela pode compensar em seguida. Se engordar, é só retornar a primeira fase por uma ou duas semanas para voltar ao peso normal.

Apesar das promessas do plano alimentar, é sempre indicado o acompanhamento de um nutricionista, pois cada pessoa possui características próprias e o organismo também responde de maneiras diferentes. O profissional pode indicar a melhor dieta de acordo com cada caso, sem prejudicar a saúde.

TAGS
perder peso
estilo de vida
alimentação saudável
coração

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ