Dietas

01/10/2014 07:13 - Atualizado em 08/12/2016 11:35

Desvende as calorias da comida japonesa para não exagerar no prato

Quantidade de calorias da comida japonesa é maior em restaurantes brasileiros.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Com quase 10 mihões de imagens publicadas na rede social Instagram, a hashtag #sushi é a mania de quem adora ir aos bufês de comida japonesa. Ricos em proteínas e ômega 3, os sushis são constituidos basicamente de arroz, alga e salmão – em alguns casos, atum. Mas, em busca desses pratos, muita gente esquece de conferir a quantidade de calorias da comida japonesa.

Então, que tal evitar surpresas e se preparar para saborear o sushi sem perder o controle?

calorias-da-comida-japonesa

O que aumenta as calorias da comida japonesa?

Sinônimo de comida light, a culinária japonesa é tradicionalmente saudável. Um sushi tekamaki, por exemplo, constituído de alga, arroz e atum, contém apenas 8 calorias. O problema das calorias da comida japonesa, no entanto, está nos possíveis adendos de cada prato.

Os brasileiros, extremamente criativos, já montam opções que os japoneses nem sonham saborear. O sushi de nachos, por exemplo, é uma delas. Constituído por alga, arroz, salmão e muito cream cheese, a opção é finalizada com nachos quebrados por cima. O sushi romeu e julieta, doce, é preparado com arroz, alga, goiabada e cream cheese. Ou seja, de light não tem nada.

Outro inimigo de quem está tentando conquistar um corpo mais fininho é o molho shoyu. Rico em sódio, o líquido pode causar o aumento da pressão arterial e a retenção de líquidos. Para não aumentar o consumo de sódio e calorias da comida japonesa, escolha a versão mais magrinha, a light, que em sua composição tem sódio reduzido.

calorias-da-comida-japonesa

Drible as calorias da comida japonesa

Ao entrar em um restaurante especializado em sushis e sashimis, fique de olho no bufê. Analise as opções dispostas na mesa. Provavelmente você irá encontrar muitos rolinhos recheados de cream cheese. Esse lacticínio contém 342 calorias a cada 100 gramas e pode aumentar e muito as calorias da comida japonesa.

As porções fritas sempre são mais chamativas. Apesar de muito saborosas, elas contêm um valor altíssimo de calorias. Oito unidades de hot roll, sushi de salmão empanado, somam cerca de 700 calorias. O sushi de Skin, pele do peixe empanada acompanhada por arroz, é um dos culpados por aumentar as calorias da comida japonesa.

Caso você já tenha abusado das versões fritas e recheadas por cream cheese, escolha os sashimis. Eles são ricos em proteína e omêga 3, importantes para o bom funcionamento do corpo. Para contabilizar, 150 gramas de salmão contém 316 calorias.

Os temakis, cone de alga recheado, podem ser encontrados em alternativas mais magrinhas, como as recheadas por salmão puro. Porém, os temakis com ingredientes empanados e cream cheese são sempre mais chamativos. A dica é consumir um temaki diferenciado por semana, deixando as versões menos calóricas como prioridade.

O segredo para quem adora e não abre mão de saborear a culinária japonesa é aprender a maneirar. Escolha as versões mais lights, e consuma apenas pequenas porções das variedades com mais calorias. Dessa forma, você estará satisfazendo a sua vontade de forma gostosa e saudável.

Gostou das nossas dicas sobre as calorias da comida japonesa? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
alimentação saudável
calorias
sushi

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ