Dietas

26/04/2015 04:36 - Atualizado em 05/12/2016 01:46

Conheça a dieta do ponto Z e saiba como aderir

Dieta propõe acesso a uma zona do corpo que equilibra as funções orgânicas e ajuda a queimar gordura.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Já pensou em seguir uma dieta para acessar uma zona do seu corpo que queimaria mais gordura? Essa é a proposta da dieta do ponto Z, um regime alimentar que garante o emagrecimento pela alta ingestão de proteína e baixo consumo de açúcares.

Seguindo uma ideia de que o excesso de carboidratos é o responsável pelo ganho de peso, o desenvolvedor desse plano alimentar, Barry Sears, montou uma proporcionalidade para as refeições, que contempla 40% de carboidratos, 30% de proteínas e 30% de gorduras. Quer saber como ficar em forma com a dieta do ponto Z? Confira.

dieta do ponto z

Como funciona a dieta do ponto Z?

“In the zone” é uma expressão que, em inglês, significa “acessar outra dimensão” ou “estado de alta concentração”, como se o indivíduo fosse capaz de atingir uma zona que antes nunca foi explorada. Essa é a ideia de Sears: atingir um lugar que possibilite a queima de gordura mais rapidamente.

No entanto, mesmo acreditando que os carboidratos sejam responsáveis pelo aumento de peso, a dieta do ponto Z permite muito mais desses compostos que várias outras. Nos planos de alimentação, quase tudo é permitido na proporção 40-30-30, sendo 40% carboidratos, 30% proteínas e 30% gorduras.

Dessa forma, é possível não sentir fome e ganhar energia suficiente para o corpo e a mente. Além disso, mais que a queima de gorduras, é possível combater problemas cardíacos, TPM, diabetes, fadiga, depressão, câncer e esclerose múltipla.

Para entrar no “ponto Z”, é necessário controlar e equilibrar os hormônios do corpo, principalmente a insulina.

Segundo Sears, ao desenvolver a dieta, ele percebeu que o alimento é como uma droga que precisa ser controlada. Por isso, retiram-se todos os carboidratos ricos em gordura da dieta e colocam-se apenas aqueles que proporcionam energia e fibras, como couve-flor, brócolis, grão-de-bico e feijão.

Visão de especialista

Para a Dra. Isabela David, médica nutróloga integrante da Associação Brasileira de Nutrologia, “a dieta do ponto Z é um estado metabólico de equilíbrio e bem-estar que pode ser atingido por todas as pessoas e mantido indefinidamente, desde que sejam seguidas as recomendações sobre a qualidade e a quantidade de gorduras, proteínas e carboidratos a serem ingeridos”.

Uma vez atingido o ponto Z, a pessoa entraria em um estado quase de euforia, com desempenho físico, mental e psicológico máximo, permitindo que o corpo trabalhasse com maior eficiência.

A médica garante que os resultados são rápidos, percebendo-se a redução do índice glicêmico e a perda de gordura em apenas duas semanas. Porém, é necessário manter o foco e se alimentar corretamente.

Os principais preceitos da dieta do ponto Z dizem que devem ser feitas três refeições principais e dois lanches por dia. A pessoa nunca deve ficar mais que cinco horas sem comer. As proteínas devem ter baixo teor de gordura e os carboidratos devem estar presentes em frutas e vegetais de baixo índice glicêmico. Quanto às gorduras, a preferência é por monoinsaturadas.

O passaporte para o ponto Z é o equilíbrio dos eucosanoides, substâncias que participam da produção de todas as funções orgânicas. Com isso, “você desfruta de um funcionamento orgânico ótimo: livre da fome, com mais energia e melhor desempenho físico, bem como melhor concentração mental e maior produtividade”, garante a Dra. David.

Gostou das dicas para sua  dieta? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
nutrição
emagrecimento
proteína
in the zone

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ