Dietas

12/06/2014 09:00 - Atualizado em 21/10/2016 01:29

Conheça a dieta alcalina, o maior sucesso na Europa

Dieta alcalina não visa à redução de peso, e sim à saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você já ouviu falar em dezenas de dietas diferentes, mas provavelmente não conhece ainda a dieta alcalina. Sabe por quê? Diferentemente da maioria das dietas, a dieta alcalina, grande sucesso hoje na Europa, não visa à redução de peso, e sim à saúde.

Foto: Abhijit Tembhekar, CC BY-SA 2.0

Maçã é um alimento alcalino. Foto: Abhijit Tembhekar, CC BY-SA 2.0

Conheça a dieta alcalina

Inúmeros males e doenças da atualidade são relacionados à forma como nos alimentamos. Para isso, a dieta alcalina se propõe a melhorar a qualidade de vida, mudando a forma como associamos o que comemos à química do nosso corpo. 

Antes de falar sobre a dieta alcalina, comecemos pelo básico, literalmente. Alcalina (ou básica) é uma solução com pH (potencial hidrogeniônico, que indica a acidez) acima de 7 (que é o neutro). Já solução ácida é aquela com o pH abaixo de 7. Mas, afinal, o que o pH tem a ver com uma dieta?

Pois bem, o nosso sangue, que também possui pH, é responsável pelo carregamento de nutrientes e toxinas pelo corpo. Como uma planta que pode absorver nutrientes de forma mais ou menos eficiente conforme o pH do solo, nosso organismo depende muito da regulação da acidez para absorver os nutrientes necessários. 

Aulas de biologia à parte, vamos ao que interessa: uma dieta alcalina, ou seja, focada em alimentos que aumentam a alcalinidade (elevam o pH) ajuda na saúde?

Benefícios da dieta alcalina

Ainda faltam estudos científicos específicos sobre a dieta alcalina e sua relação com a saúde. Entre alguns dos efeitos positivos destacados por adeptos, estariam o tratamento e a prevenção de doenças, a mitigação da hipertensão, redução da perda muscular com a idade e benefícios a quem faz quimioterapia.

Hoje se sabe que os hábitos alimentares das pessoas carecem de vários nutrientes e são, muitas vezes, baseados em altas quantidades de gorduras, açúcares e sódio. Esse arranjo está em desacordo com as necessidades “geneticamente predestinadas” - ou seja, com as quais o homem evoluiu – , causando os desequilíbrios de saúde, como a acidose metabólica. Essa alta acidez pode levar a problemas metabólicos, entre eles disfunções renais e enfraquecimento dos ossos.

Portanto, para o nosso organismo poder regular o pH (que varia em torno de 7,4), a dieta alcalina dita a diminuição de alimentos que baixam o pH, como gordura animal, carne, café, cacau, álcool e tabaco.

Mas não é difícil ter uma dieta alcalina. Não é necessário cortar totalmente nenhum dos prazeres-pecados, como o café e o chocolate - apenas reduzir quantidades. 

Como manter uma dieta alcalina

Aqui estão alguns alimentos alcalinos que podem ajudar na sua dieta:

Frutas

Maçã, abacate, banana, melão, limão, figo, goiaba, manga, azeitona madura, abacaxi, tangerina.

Vegetais

Batata, abóbora, alfafa, espinafre, alcachofra, feijão, beterraba, repolho, cenoura, aipo, couve-flor, chicória, berinjela, alho, cogumelos, cebola, pimentão.

Laticínios

Leite acidófilo, soro de leite e iogurte.

Orientação médica

É importante entender, contudo, que o corpo humano forma-se a partir de uma complexa rede de interações entre órgãos, tecidos e nutrientes. Não se pode regular a saúde com base em apenas um aspecto alimentar. Além disso, cada pessoa tem um funcionamento distinto e, assim, requerimentos nutricionais específicos. Para garantir, é bom monitorar sua saúde e sua dieta com um médico e um nutricionista periodicamente.

Você já testou alguma dieta que deu certo? Queremos ouvir sua história!

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ