Dietas

18/04/2015 01:26 - Atualizado em 03/12/2016 09:51

Avalie os prós e os contras da dieta do ovo

Repleta de proteínas, a dieta do ovo é uma opção para quem quer perder peso.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Apesar dos mitos, a dieta do ovo pode trazer benefícios, se seguida com cuidado. O problema é que esse regime alimentar restringe diversos alimentos do cardápio, então o ideal é sempre seguir as orientações de um nutricionista. Por ser de fácil acesso - qualquer mercado tem - e preparo rápido, o ovo pode ser um aliado para quem precisa perder peso.

Várias possibilidades de preparo também tornam o ovo atrativo. Ele pode ser feito mexido, cozido, pochê, usado em omelete e combinado com outros alimentos. Além de auxiliar no emagrecimento, ele também deixa a pele mais bonita e ajuda a combater ansiedade. Quer conhecer mais benefícios e descobrir como fazer a dieta do ovo? Veja a seguir.

dieta do ovo

Ovo é bom para quê?

Rico em proteínas, o ovo é um alimento muito consumido por quem frequenta academias. Ele é capaz de dar energia e potencializar o treino, em função da resistência física que garante. Além disso, combate a flacidez, auxiliando na firmeza da pele e dos músculos.

Um dos compostos do ovo é a leucina, um aminoácido que se concentra na clara e ajuda a diminuir a perda de massa magra (os músculos). Ingerindo-a, é possível perder peso deixando o corpo firme, sem muitas “sobras” nos pneus.

As vitaminas e minerais antioxidantes desse alimento também ajudam a atenuar a aparência das rugas, combatendo o envelhecimento precoce. Outro benefício é a presença de colágeno na clara, que permite mais elasticidade e deixa o rosto mais bonito.

Quem sofre de estresse e ansiedade tira proveito da dieta do ovo por causa do triptofano, um componente que ajuda a aumentar a produção de serotonina, o hormônio responsável por promover o bem-estar. Mas fique atento aos problemas renais: pessoas que já passaram por algum transtorno nos rins não devem seguir a dieta.

Aderindo à dieta do ovo

Você pode aderir à dieta do ovo sem gastar muito. Mas cuidado com as restrições. Carnes e carboidratos são praticamente eliminados do cardápio, o que provoca uma redução de minerais e ferro. Ou seja, consulte um médico especializado e um nutricionista antes de começar.

Combinada com exercícios físicos, uma dieta com base em ovo garante o emagrecimento porque esse alimento prolonga a sensação de saciedade, já que demora para ser digerido. Um ovo possui aproximadamente 70kcal.

De acordo com uma pesquisa da Universidade Estadual da Louisiana, nos Estados Unidos, as pessoas que ingeriam dois ovos no café da manhã conseguiam emagrecer 65% mais que quem comia pão. Quando consumido no período matinal, ele ajuda no equilíbrio da produção de insulina. Prefira sempre a versão cozida do alimento, em até três porções diárias.

Quer uma sugestão de cardápio para aderir à dieta do ovo?

Café da manhã: um ovo mexido com tomate picado (usando uma colher de chá de óleo e pouco sal) e uma fatia de pão integral.

Lanche da manhã: uma fruta e um copo de água.

Almoço: dois ovos cozidos, duas colheres de sopa de arroz integral e duas colheres de sopa de couve refogada.

Lanche da tarde: uma maçã e um copo de água.

Jantar: duas claras de ovo pochê, duas porções de saladas (álface, rúcula e cenoura) e uma xícara de chá de camomila ou cidreira.

Que tal testar a dieta? Conte o resultado para nós! E você já sabe: para mais novidades de alimentação e saúde, basta acompanhar o Vivo Mais Saudável.

TAGS
ovo
emagrecimento
pele bonita
massa muscular

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ