Alimentação Infantil

20/12/2015 01:00 - Atualizado em 02/12/2016 10:16

Saiba quanto achocolatado seu filho pode consumir

Alternar a bebida com outras opções garante uma alimentação saudável.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Oferecer uma alimentação nutritiva e equilibrada é a melhor maneira de estimular o desenvolvimento saudável da criança. Porém, as dúvidas sempre surgem. Afinal, o achocolatado pode entrar no cardápio dos pequenos?

A nutricionista Graziela Nunes explica que a bebida láctea pode, sim, fazer parte do dia a dia da criança, mas alerta para os cuidados com excessos. Segundo ela, o produto não deve substituir refeições. Saiba mais a seguir.

criança bebe achocolatado

Achocolatado tem benefícios?

O composto contém cálcio, um mineral muito importante em todas as fases da vida, desde a infância. Além disso, o cacau, presente no chocolate, é um rico antioxidante, que protege as células do corpo e previne contra doenças. Já os polifenóis da bebida podem ser eficazes na proteção da saúde do coração.

Uma pesquisa realizada na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, revelou, também, que o achocolatado pode contribuir na recuperação dos tecidos, unindo proteínas e carboidratos em uma única receita. Ainda, a bebida contribui para dar mais energia às crianças.

No entanto, pais e mães devem ter atenção quanto às altos níveis de açúcar e gordura presentes no produto, alerta Graziela. "Exageros na quantidade de achocolatado no leite prejudicam a absorção de cálcio e comprometem a boa formação dos ossos na infância e na juventude", explica.

Pela grande quantidade de açúcar, a criança tende a eliminar mais magnésio na urina, outro componente importante para a saúde óssea. Já o oxalato, também presente na composição, prejudica a absorção intestinal do cálcio.

De acordo com a nutricionista, existem meios de incluir o achocolatado no cardápio infantil de maneira mais positiva. Algumas dicas são:

- Se a criança já prepara sua própria bebida, os pais devem observar a quantidade de ingredientes utilizada e incentivar o pequeno à redução

- Para uma alimentação diversificada, é preciso restringir o número de vezes ao dia em que a criança beberá seu leite com sabor de chocolate

- Uma alternativa saudável é intercalar preparados diferentes, como batidas com frutas da estação e sucos naturais.

Saiba Mais
Brigadeiro sem leite condensado faz a festa dos pequenos
Confira 2 receitas práticas e rápidas para o lanche escolar
Entenda a polêmica sobre Bela Gil e o lanche escolar

Excesso de açúcar na infância

O excesso de açúcar, especialmente na infância, não é um perigo apenas para a saúde dos dentes. Quando consumido em demasia, pode favorecer o aparecimento de problemas como obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes, fígado gorduroso e, até mesmo, câncer.

Além disso, a ingestão exagerada da substância pode ocasionar hiperatividade, comprometendo a concentração da criança e, consequentemente, seu desempenho na escola. Segundo o Ministério da Saúde, crianças menores de 2 anos não devem consumir açúcar refinado.

O achocolatado pode fazer parte da lancheira do seu pequeno, desde que consumido com moderação. A visita a um nutricionista infantil pode auxiliar pais e mães a entender quais são os alimentos mais importantes em cada período da infância e como encontrar alternativas para oferecer uma alimentação mais saudável e saborosa às crianças.

Você costuma mimar seus filhos com essas bebidas? Ou prefere opções mais naturais? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de alimentação infantil aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
cálcio
vitaminas
leite com chocolate
nutrição infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ