Alimentação Infantil

14/10/2015 08:15 - Atualizado em 21/11/2016 10:17

Preocupado com a alimentação escolar do seu filho? Tire suas dúvidas

O PNAE propõe hábitos alimentares saudáveis nas escolas de educação básica de todo o país.

POR

Redação

  • +A
  • -A

As crianças passam boa parte do tempo na escola e, por isso, a alimentação escolar é uma das principais preocupações dos pais. Para garantir um cardápio saudável para os alunos mesmo nesse período, existem programas e normas que orientam os hábitos alimentares nas redes de educação básica de todo o país.

Além disso, vale lembrar dos cuidados necessários também para os lanches preparados em casa e levados para o colégio. Apesar de os industrializados serem mais práticos e agradarem às crianças, é importante evitar essas opções e preferir alimentos mais naturais.

menina com fruta para alimentação escolar

Como é a alimentação escolar

Na Constituição Federal, artigo 208, incisos IV e VII, é assegurado o atendimento alimentar durante toda a etapa básica de educação. Como consta na normatização, os alunos têm direito a material didático, transporte, alimentação e assistência à saúde, por meio de programas suplementares.

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é o responsável por orientar hábitos alimentares saudáveis nas escolas de educação básica do país, contribuindo para o desenvolvimento, a aprendizagem e o rendimento escolar dos alunos. Ele orienta e verifica o cuidado com a qualidade das merendas.

Para isso, a definição dos cardápios e o acompanhamento do preparo dos alimentos das escolas estaduais e municipais são coordenados por um nutricionista. Para manter a qualidade, são controlados o prazo de validade dos produtos adquiridos pela escola e a frequência de oferta de cardápios com ingredientes frescos, como legumes, verduras e frutas.

Conforme as indicações do PNAE, a alimentação escolar deve oferecer, pelo menos, três porções de frutas e hortaliças por semana. Além dos produtos naturais, também deve incluir os básicos, como arroz, feijão e farinha de trigo. O objetivo é evitar os doces, os refrigerantes, os enlatados e os alimentos concentrados.

Saiba Mais
Alimentação saudável na escola pode virar lei
Lanche escolar fica mais saudável com o biscoito integral
Sanduíche de legumes com passas é lanche saudável para as crianças

Opções para os lanches na escola

Apesar das recomendações e ações para uma alimentação escolar mais saudável, muitas vezes as crianças não consomem a merenda do educandário e optam por comprar lanches nas cantinas ou levar algo pronto de casa. Nesses casos, os pais precisam de atenção redobrada para garantir que os filhos se alimentam de forma adequada.

As cantinas das escolas geralmente possuem alimentos industrializados, doces e frituras, o que não é saudável para as crianças e pode até mesmo prejudicar o rendimento nos estudos. Para evitar isso, a melhor opção então é preparar o lanche em casa, com alimentos mais naturais e leves.

Um dos principais cuidados com os lanches é o armazenamento, por isso opte por lancheiras térmicas e evite alimentos que necessitem de refrigeração nos dias mais quentes. Frutas e carboidratos integrais (biscoitos, pães, barrinhas de cereal) são as melhores opções para os lanches na alimentação escolar. E não se esqueça de sempre incluir uma garrafinha de água!

Entre os lanches que devem ser evitados estão os doces e gorduras em excesso, além de frituras, refrigerantes, salgadinhos e outros produtos industrializados.

O que não pode faltar na lancheira do seu filho? Deixe um comentário e compartilhe sua história com outros leitores do Vivo Mais Saudável!

TAGS
saúde
lanche escolar
alimentação saudável
nutrição

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ