Thais Ventura

ESPECIALIDADE

Gastronomia

Alimentação Infantil

ONDE ATENDE

Thais Ventura

Apresentação

Chef de cozinha e consultora de Alimentação Infantil, criadora do premiado blog 'As Delícias do Dudu', com mais de 300mil seguidores, e moderadora do grupo 'Alimentação Consciente' com mais de 25 mil pais e mães participantes.

O que Trata

Alimentação consciente e nutritiva.

Formação Acadêmica

Gastronomia no IGA.

Cargos e Títulos

Consultora de Alimentação Infantil.

Alimentação Infantil

31/07/2014 09:00 - Atualizado em 02/12/2016 11:17

O padrão alimentar deve começar já nas primeiras refeições

Desde as papinhas, privilegie alimentos naturais e frescos. Lembre-se de que o bebê ainda não tem paladar desenvolvido, apresente um caminho saudável.

POR

Thais Ventura

  • +A
  • -A

Cuidar da alimentação dos filhos é uma grande responsabilidade, porque a saúde e o bem-estar de outra pessoa estão sob seus cuidados. O Vivo Mais Saudável traz dicas valiosas da chef e consultora em alimentação infantil, Thais Ventura, para a alimentação da criançada ser bem saudável.  É natural bater uma certa insegurança na fase de introduzir alimentos no cardápio dos pequenos. Mas não se preocupe. Pense sempre na máxima dos nutricionistas "quanto mais natural melhor" e bons preparos!

1. Nas suas palestras como chef de cozinha e consultora de Alimentação Infantil, quais são as maiores dificuldades das mães?

No início, a preparação e combinação de ingredientes. O que pode ser utilizado, quais temperos, se pode refogar, a consistência ideal. Depois com o tempo, as dúvidas passam a ser sobre a transição para a comida da família, o que deve ou não deve ser oferecido no início da fase alimentar. Outra grande questão é a dificuldade de oferecer um cardápio variado e nutritivo.

Veja dicas de Receitas Saudáveis

2. O que você recomenda para uma alimentação saudável desde o princípio?

O bebê deve continuar mamando no peito mesmo depois da introdução de alimentos. Inclusive, até o primeiro ano de vida, o leite materno continua sendo o principal alimento e recomendado até 2 anos ou mais da criança. Mas, geralmente, aos 6 meses começam as frutas amassadas, depois pedaços de frutas e a papa principal no almoço, conforme aceitação. Na sequência, começa a ser introduzido o jantar. Lembrando sempre que o leite materno deve ser mantido em livre demanda nesse início.

Saiba mais sobre Alimentação Infantil

3. Para as mães que não sabem por onde começar, você poderia dar uma dica de cardápio?

Aqui vai uma dica de cardápio saudável para a primeira semana de introdução alimentar, para inspirar outras ideias.

Veja como preparar as 2 papinhas do cardápio:

Papinha de Manga com Pera

Papinha de Laranja com Banana

4. As papinhas industrializadas não são recomendadas? Por quê?

Hoje, até existem papinhas prontas orgânicas ou congeladas feitas com ingredientes selecionados. As papinhas mais famosas que conhecemos não são legais. Primeiro pela consistência delas que não atende a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria (que diz que a papa precisa ser espessa desde a primeira oferecida ao bebê para incentivar a mastigação correta). Outras papinhas também possuem adição de açúcar. Logo, é preciso muito cuidado e ter o costume de ler rótulos. Açúcar não é recomendado antes dos 2 anos de idade. 

Pela necessidade de maior atenção à alimentação infantil,  iniciei um delivery que atende Rio de Janeiro e Niterói com papinhas doces e salgadas, além de comidas para crianças maiores, preparadas por mim mesma da mesma forma que faço para o Dudu, meu filho que tem 3 anos de idade. Uso temperos de horta e ingredientes orgânicos.

5. Você saberia indicar sites de referência onde as mães podem encontrar informações sobre os produtos alimentícios para crianças?

Indico aqui um site que gosto muito, que analisa produtos e desvenda os rótulos dos alimentos, e também um canal de vídeos que atua na mesma frente de conhecer melhor os produtos alimentícios industrializados. Ambos passam informações de qualidade, uso muito como fontes de consulta.

6. É possível mudar hábitos alimentares de crianças já maiores para que elas comam mais legumes, verduras e frutas? Quais dicas você poderia dar para serem aplicadas no dia a dia?

Nunca é tarde para mudar! A primeira coisa é não comprar alimentos ruins. Se você não os tiver em casa a tentação é menor. Deixar sempre frutas à disposição da criança, já lavadas e incentivar o seu consumo. Fazer biscoitos em casa e levar a criança para a cozinha é, além de diversão, mais uma maneira de estimular a alimentação saudável dela. Você preparando receitas em casa saberá exatamente o que seu filho está consumindo. 

Adorou as dicas da chef de cozinha e consultora em Alimentação Infantil Thais Ventura? Que bom!

A criançada agradece! Conheça também Vivo Nutrição e Vivo Lancheira Saudável para deixar o cardápio cada vez mais nutritivo.

Comente, interaja, compartilhe informação que faz bem!

Vivo Mais Saudável também está no facebook.

 

TAGS
alimentação infantil
cardápio infantil saudável
primeiras refeições
receitas de papinhas saudáveis

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ