Thais Ventura

ESPECIALIDADE

Gastronomia

Alimentação Infantil

ONDE ATENDE

Thais Ventura

Apresentação

Chef de cozinha e consultora de Alimentação Infantil, criadora do premiado blog 'As Delícias do Dudu', com mais de 300mil seguidores, e moderadora do grupo 'Alimentação Consciente' com mais de 25 mil pais e mães participantes.

O que Trata

Alimentação consciente e nutritiva.

Formação Acadêmica

Gastronomia no IGA.

Cargos e Títulos

Consultora de Alimentação Infantil.

Alimentação Infantil

29/12/2014 06:00 - Atualizado em 24/11/2016 05:50

Kit viagem: Prepare as comidinhas para os pequenos

Comida caseira e nutritiva para as crianças durante viagens.

POR

Thais Ventura

  • +A
  • -A

Toda mãe se preocupa com a alimentação do filho, e fazer comidas bem preparadas com ingredientes nutritivos muitas vezes é um trabalho diário que requer dedicação e, principalmente, tempo.

E para uma viagem? Claro, se o local para onde você vai dispõe de uma cozinha, você pode continuar preparando tudo da mesma forma, basta comprar ou levar os ingredientes de casa. 

Mas o propósito de uma viagem é ser divertida, ou um descanso, para todos, inclusive para as mamães! Por isso o Vivo Mais Saudável foi buscar dicas com a chef e consultora em alimentação infantil Thais Ventura sobre como se programar para viajar com as crianças levando comida caseira e nutritiva.

Leia abaixo o que a Thais tem a dizer sobre este tema.

Comidinha para os pequenos durante uma viagem

Sempre recebo pedidos de ajuda de mamães que querem viajar sem apelar para as papinhas industrializadas. Eu nunca precisei pensar em como eu faria, porque não fazia uma viagem para um lugar que não desse para fazer a comida do Dudu há bastante tempo, mas meu marido vai ter uma semana de folga e nós vamos aproveitar para passar o Natal com minha família na praia. Até tem como fazer comida por lá, mas - poxa vida! - sou filha de Deus e mereço um descanso também!

Sem dúvida vou preparar algumas coisas: um arroz fresquinho e até o feijão, que vou levar congelado e sem tempero, para refogar na hora. Mas consegui me programar para dar comidinha caseira para o Dudu todos os dias, e mesmo que eu não prepare nada, estou levando o suficiente.

Teste a qualidade do seu sono e aprenda a dormir melhor.

Preparando o cardápio para a viagem

O Dudu come comida comum, igual à nossa, então essa programação prévia não é difícil, mas vai poupar tempo, e aí posso aproveitar a viagem tranquila. Toda mãe sabe que chegar em casa com criança com fome é dose para leão, eles não esperam, não é? Assim é só esquentar em banho-maria e pronto: comidinha caseira e delícia para ele almoçar e depois tirar aquele cochilo!

No café da manhã e no lanche da tarde ele come frutas, pãozinho, iogurte, isso consigo comprar lá mesmo, é claro, então a preocupação maior, o almoço, já fica resolvida.

Ficaria ruim congelar tudo: legumes, verduras e tudo como ele está acostumado comer, então fiz sopinhas, assim tudo que ele precisa fica em um potinho só e é bem melhor que as papinhas industrializadas, não é mesmo? O almoço já está garantido para todos os dias da nossa viagem, assim tenho tempo para preparar uma comida fresquinha para o jantar.

Nestes potinhos coloquei macarrão com abóbora italiana, vagem, caldo de galinha caseiro, tomatinhos da horta da vovó, batata-baroa (mandioquinha), beterraba e bertalha.

No pote verde aí embaixo tem papinha de maracujá congelada e no potinho roxo um molho de tomate com carne moída, aí é só cozinhar o macarrão.

Essas são de abóbora moranga com frango, batata-baroa (mandioquinha), espinafre e macarrão

No pote menor de plástico tem uma sopinha de peixe com legumes e ao lado os hamburguinhos de frango, para acompanhamento de algum dos dias da viagem.

Em outro potinho coloquei carne assada desfiadinha com arroz de quinoa. Na hora é só cozinhar um legume ou fazer uma saladinha verde e pronto. Nesse de baixo tem molho de tomate caseiro, que é uma mão na roda durante uma viagem: dá para fazer um risoto ou um macarrão e pronto.

Aqui está o que preparei até agora, mas ainda estou fazendo outros. Vou levar tudo congelado dentro da bolsa térmica com gelo seco e jornal para manter a temperatura até chegarmos. Acho que dá para segurar as 3 horas de viagem numa boa!

O principal é planejar

Se a gente se programar, conseguimos fazer o melhor para eles e para a gente também! Estou viajando feliz sabendo que vou nutrir meu filho da mesma forma e com o mesmo amor de casa. 

Nossa ceia de Natal é simples, e como eu e minha mãe vamos prepará-la, o Dudu poderá comer a maior parte das coisas, também.

Espero que tenha conseguido ajudar um pouquinho vocês nessa parte. Também é possível usar a bolsa térmica com gelo seco em viagens mais longas, esse método mantém o congelamento durante muitas horas. 

É isso! A maior dica é se programar: calcular quantos dias e quantas refeições você vai preparar para não perder a "folia" de fim de ano na frente do fogão, e tudo sem deixar a alimentação dos pequenos a desejar.

Gostou das dicas da Thais? Você também encontra dicas muito bacanas de alimentação infantil no Vivo Lancheira Saudável

Se você quer mais dicas, receitas e informação que faz bem, curta a página do Vivo Mais Saudável no Facebook!

TAGS
alimentação infantil
viagem
comida caseira
férias

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ