Alimentação Infantil

08/11/2014 10:30 - Atualizado em 02/12/2016 06:51

Descubra como amamentar na quantidade que seu filho precisa

Sinais do bebê ajudam a identificar como amamentar de maneira correta.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A quantidade de leite que o bebê precisa é uma das dúvidas mais frequentes das mamães. Por isso, é importante saber que não há uma medida certa de como amamentar, pois depende de uma série de fatores, como a idade, o peso e se existe ou não combinação de alimentos.

Alguns sinais que a criança emite podem ser observados para facilitar nessa tarefa. Mas, mesmo assim, é preciso sempre buscar a orientação de um médico para saber o que é melhor para cada caso.

Quantidade de acordo com a idade

Os principais fatores que definem a quantidade de leite são a idade e o peso da criança. Quando recém-nascidos, por exemplo, os bebês mamam entre 8 e 15 vezes por dia. Após a primeira semana de vida, esse número se estabiliza entre seis e oito mamadas, ou seja, aproximadamente de três em três horas.

como-amamentar

Os sinais para saber como amamentar variam muito e dependem de cada criança. Fatores como o intervalo entre as mamadas e o tempo que o bebê fica no peito, não são suficientes para medir se ele está mamando bem ou não.

Por isso, o acompanhamento do pediatra em todas as fases do bebê é muito importante. Ele vai poder avaliar se a amamentação está ocorrendo como deveria e se o bebê está se desenvolvendo de maneira correta.

Como amamentar a quantidade certa

Um dos pontos mais importantes para saber como amamentar o seu filho da maneira certa, é entender se ele está mamando a quantidade de leite que precisa. Para identificar isso, você precisa ficar atenta ao comportamento do bebê e até mesmo o do seu corpo.

Depois da amamentação, as mamas devem ficar completamente vazias e macias, e o bebê com aspecto relaxado e satisfeito. Durante a mamada também é possível perceber se ele engole o leite corretamente, basta o observar mamando.

Outra forma de saber se ele está mamando suficiente é pela troca de fraldas, que deve ocorrer entre 6 e 8 vezes por dia. E a urina do bebê deve ser clara e sem cheiro. Já o cocô, amarelo-mostarda ou mais escuro. A partir do quinto dia depois do nascimento, as fezes devem começar a clarear.

Sinais de que a quantidade não está adequada

Se a quantidade não estiver correspondendo ao que o bebê precisa, é possível perceber também a partir de alguns sinais. O principal deles é que o pequeno não repõe o peso que perdeu após o parto. Ao fim da primeira semana de vida, ele já deve estar começando a ganhar peso em relação ao que saiu da maternidade.

Se depois da mamada o seu seio não esvaziar, também é motivo para ficar atenta. Quando o bebê está muito parado e apresenta dificuldade para acordar para mamar, é preciso consultar com o pediatra, pois algo pode estar errado.

Depois da primeira semana o bebê que não fizer cocô todos os dias ou só fizer bolinhas pequenas e escuras, também é motivo de preocupação. Outro indicativo é a pele da criança, que após a primeira semana não deve mais continuar enrugada.

Gostou das dicas? Então deixe um comentário! Não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
amamentação
aleitamento infantil
cuidados com bebês

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ