Alimentação Infantil

01/08/2014 12:30 - Atualizado em 05/12/2016 07:18

Colostro é alimento essencial para o recém-nascido

Você tem dúvidas sobre o colostro? Descubra por que ele é tão importante para o bebê.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A amamentação é muito importante para o bebê, principalmente para o recém-nascido. O leite materno fornece uma série de nutrientes que são essenciais para o desenvolvimento da criança nos primeiros dias de vida. É o alimento mais completo para ele, pois contém tudo o que precisa, como proteínas, vitaminas, gorduras, água e ainda outras substâncias como anticorpos e glóbulos brancos, que fortalecem a imunidade do bebê, protegendo contra doenças.

O primeiro leite que é produzido pela mãe é o colostro. Ele é fornecido até o sexto dia após o parto e contém uma cor amarelada, com um aspecto parecido com o do mel. Rico em proteínas, ele dá ao bebê a primeira proteção imunológica. Ele é bem difícil de ser extraído do seio da mãe, porém o bebê consegue perfeitamente puxar ele com a sucção mesmo ainda fraca na hora da amamentação.

Colostro só tem benefícios a oferecer

Os benefícios que o colostro proporciona para o recém-nascido nenhum outro alimento pode oferecer. Os anticorpos, as proteínas protetoras e as células imunologicamente ativas, funcionam como a primeira vacina para a criança. Protegendo contra várias infecções, ajuda a regular o próprio sistema imunológico que está em desenvolvimento.

colostro
O colostro funciona como a primeira vacina do recém-nascido. Foto Shutterstock

 

O colostro produzido no leite materno também ajuda o intestino a amadurecer e a funcionar de forma eficiente. Isso dificulta a entrada de microorganismos nocivos e de alérgenos. Funciona também como laxante no tubo digestivo, fazendo uma limpeza intestinal.

A vitamina A ajuda na proteção dos olhos e na redução das chances de infecção. Como o recém-nascido tem poucas reservas energéticas, o colostro fornece açúcar. Ele vem de forma imediata e disponível, sem a necessidade de digestão e não precisa ser transformado no fígado, pois já vem pronto para o funcionamento das células. Além disso, ele desce no peito da mãe em volumes pequenos para acompanhar a capacidade gástrica do bebê.

Colostro reforça a importância da amamentação

Como o bebê tem que se adaptar a vida aérea seca, o colostro dos dois primeiros dias ajuda a reter água e a não ter uma perda de caloria muito grande. Isso acontece através de uma gelatina rica em proteínas e sais minerais que o leite contém, fazendo com que o bebê mantenha um peso saudável.

O colostro já começa a ser produzido no seio da mãe muito antes do parto, a partir da 16ª semana de gestação, caracterizado por uma substância amarelada e viscosa. Muitas mulheres estranham a aparência e acham que o seu leite está fraco, mas isso é comum. O leito produzido nos primeiros dias é diferente do chamado leite maduro, que vem depois.

Isso só reforça a importância da amamentação nos primeiros dias de vida. E o bebê recém-nascido deve ser amamentado conforme ele sentir vontade, pois quanto mais ele consumir o colostro, mais ele estará fortalecendo a própria saúde.

Vivo Ligue Bebê: Um canal exclusivo para mamães e papais tirarem suas dúvidas

Achou o texto interessante? Então deixe seu comentário e compartilhe sua experiência no nosso fórum.

TAGS
alimentação do bebê
saúde do bebê
desenvolvimento da criança

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ